Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

Brasil sofre diante de Senegal. Reflexões sobre a nossa Seleção: “O hexa está mais longe”

*Nesta manhã de quinta(10) a Seleção Brasileira sofreu para empatar com Senegal. Acredito que a maioria dos brasileiros nem sabiam desse amistoso em Cingapura.  No estádio pouco público e a maioria das camisas era do… Liverpool.  Sim, do Liverpool time inglês.

*”Por causa do calendário temos dificuldades de arranjar adversários qualificados do futebol mundial”.   Ontem a Argentina enfrentou a Alemanha.

* A Seleção não marca gols de falta há mais de 60 jogos, ou seja, aproximadamente há quatro anos.  Para uma futebol que já teve Didi, Pelé, Rivelino, Nelinho, Zico, Roberto Dinamite, Alex, Roberto Carlos, Marcelinho Carioca….   chega a doer.

*Neymar mais uma vez apagado. Mas não esqueçam que ele merece “tratamento especial” por ser acima da média. Então, tá!

*O futebol é pobre, sem consistência.

* O Brasil não vence há três jogos, antes do empate diante de Senegal nesta manhã, tinha empatado com a Colômbia e perdido para o Peru – esses dois times sem os principais jogadores.

* Até 2022, até vencer o contrato com a empresa promotora de amistosos, jogos sem qualificação e horários impróprios. E poucos jogos no Brasil, onde cada vez mais o torcedor vai perdendo a sua identificação com  a camisa amarela.

*Tite cada vez mais perdido, sem convicção.

*E finalmente a conclusão disso tudo: O HEXA ESTÁ CADA VEZ MAIS PERTO.

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo