Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

Empate justo do Figueirense diante do Brasil em Pelotas. Valeu a reação

Não foi lá uma grande partida, mas o empate do Figueirense diante do Brasil em Pelotas foi um resultado justo. Pelo lado do time da casa, muita pressão no primeiro tempo quando abriu o placar por dois a zero. Do lado do alvinegro, a reação para buscar no mínimo o empate. E os gols saíram no fim das etapas. Por duas vezes, William Popp balançou as redes. No encerramento da primeira etapa e no encerramento da partida ao marcar um gol de falta. Na comemoração, o árbitro aceitou a pressão dos jogadores do Xavante e artilheiro do Figueirense foi expulso, desfalcando a equipe na próxima terça diante do líder Bragantino no estádio Orlando Scarpelli.

O mérito do time do Figueirense foi não ter entregado os pontos. Com o placar adverso o time cresceu, encorpou o buscou o resultado, mesmo que de forma desorganizada em muitos momentos e também pela fragilidade do adversário.

Mas diante da crise que o clube vive fora de campo, não dá para exigir mais do que isso desse plantel. A luta contra o fantasma do rebaixamento continua, agora na sequência, o Figueirense enfrenta os dois líderes da Série B. Na terça recebe o Bragantino e depois vai visitar o Atlético-GO. Pedreira!

Mais Conteúdo