Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

O duelo entre a ciência e a política sobre a volta do futebol

A ideia para antecipar o retorno do futebol ganhou um aliado importante e um inimigo não menos influente: na linguagem popular, uma briga de cachorro grande.

Com o perdão do trocadilho, quem entrou em campo para defender o retorno da bola rolando nos gramados do nosso país foi o presidente Bolsonaro e sua equipe.

Com o argumento de que o retorno das partidas transmitidas pela televisão evitaria o deslocamento social, o governo federal através do Ministério da Saúde deu o sinal verde para a CBF.

Só que por outro lado, quem apareceu condenando a volta do futebol pelo menos até setembro, foi nada mais e nada menos que Michel D’Hooghe, presidente do Comitê Médico da FIFA.

Vejam bem, da FIFA, a entidade máxima do futebol mundial.

“Não é questão de dinheiro, é questão de vida ou morte”, disse D’Hooghe para o jornal Daily Telegraph da Inglaterra. “Se há um momento onde prioridades absolutas deveriam ser dadas nos assuntos médicos, é agora”.

Nesta briga de opiniões entre a ciência e a política, quem tem razão?

. – Foto: .

Mais Conteúdo