Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

O que esperar do Figueirense diante do Coritiba?

Nesta noite o Figueirense recebe o time do Coritiba às 21h30 no estádio Orlando Scarpelli. E nem precisa dizer que é mais um jogo decisivo na luta do alvinegro contra o rebaixamento para a série C.

Para começar, é preciso dizer que o time paranaense – que luta pelo acesso e está no G4 – não é o time do Vila Nova. Só por ai, dá para projetar o quanto o Figueirense vai precisar jogar futebol, justamente o que não fez na terça.

Para vencer o alvinegro vai precisar ser constante durante toda a partida e preciso nas finalizações. Repito o Coritiba não é o Vila. É um time melhor organizado e com mais jogadas de ataque. Tem variedade de jogadas e é bem treinador pelo Jorginho.

Além do aspecto técnico, me preocupou muito o estado “anímico” dos atletas no último jogo: estavam desanimados, cabisbaixos e irritados ( Juan Renato reclamou do comportamento da torcida) e muitos jogadores sentiram as vaias no final da partida. É preciso reagir hoje também nesse aspecto.

É decisão, é preciso correr muito e jogar com inteligência para buscar o resultado positivo desde o início da partida. É preciso não repetir em nada o comportamento e futebol da última terça no estádio Orlando Scarpelli.

E sobre o Pintado se ele não complicar, atrapalhar e fazer o básico já está de bom tamanho.

Mais Conteúdo