Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

OPINIÃO: Copa América. Estádios vazios, ingressos caros e renda de milhões.

Estádios vazios, ingressos caros e renda de milhões. A elitização do futebol na Copa América mostra a sua face mais perversa – aquela em que um só lado vence e lucra. O público ávido por um bom futebol fica do lado de fora das arquibancadas, na esperança de que os ingressos para assistir a Seleção Brasileira, Messi e seus companheiros argentinos, Cavani, Suárez e parceiros de clubes uruguaios sejam mais acessíveis para o bolso do brasileiro em geral. Não estou aqui para evocar o meu lado saudosista a ponto de ficar lembrando da geral do Maracanã, da “costeirinha” na Ressacada ou da “coloninha” no estádio Orlando Scarpelli. Mas é preciso que o produto apresentado tenha o incentivo para que o torcedor esteja presente e que os preços sejam justos, corretos e acessíveis. Futebol internacional com público de estadual é sinal de que algo não vai bem nessa relação.

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo