Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

OPINIÃO: No Avaí alguém precisa falar pelo clube.

Alguém precisa se manifestar no Avaí. E não é o treinador Alberto Valentim com o repetitivo “estamos trabalhando” ou algum jogador com frases feitas de momento do tipo: “não vamos desistir”. Isso o torcedor ouve toda a semana.

Quem precisa se manifestar nesse momento difícil do Leão da Ilha é o presidente do clube Francisco Battistotti ou os diretores de futebol Joceli dos Santos ou Marquinhos Santos. É preciso dar uma satisfação: o que vai ser feito daqui para frente? Vai ter contratação ou vai ficar assim mesmo até o final da competição?

Sei que é difícil, mas até um “erramos” nesse momento seria importante. Seria um ato humano.

Algum responsável falando em nome do clube, da instituição e do planejamento não vai mudar a posição do Avaí na tabela, mas pode dar o recado de que o respeito – pelos torcedores e pelos conselheiros que se reuniram na semana passada – é uma virtude que ainda não foi rebaixada no estádio da Ressacada.

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo