Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

OPINIÃO: Um “pitaco” sobre a treta entre o Ganso e a torcida da Chapecoense

Confesso que não sei exatamente a origem da “treta” entre o Ganso, meia do Fluminense e a uma parte da torcida da Chapecoense no final do confronto da noite ontem(13) que terminou empatado em um a um e deixou o time catarinense na zona do rebaixamento.

Mas não posso deixar de opinar, que o desabafo do jogador é muito ruim para imagem da equipe que ainda herda o carinho do povo brasileiro em geral após o acidente aéreo em novembro de 2016.

É ruim por que o Ganso é um jogador importante e de uma equipe do eixo Rio-São Paulo onde as declarações repercutem de forma mais intensa. Ganso inclusive citou a lembrança do carinho do brasileiro pelo clube e condenou de forma veemente a atitude de uma parte da torcida (que as câmeras mostraram a agressividade para o atleta, com palavrões e “caras feias”).

O que aconteceu ontem na Arena se junta as recentes declarações e ações da diretoria que protestou a final diante do Avaí (no seu direito, mesmo que o presidente já soubesse que não daria em nada, como não deu), logo também novamente protestou após a derrota para o Goiás afirmando que iria pedir impugnação da partida do brasileiro.  Aqui, felizmente o departamento jurídico do clube teve, digamos, o juízo que o presidente Maninho não teve.

Ou seja, à distância, o ambiente está agitado e nervoso  no clube. Calma Chape, calma diretoria e calma linda torcida do verdão.

Que na parada na Copa América os ânimos se acalmem no oeste do estado.

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo