Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

Os 11 maiores jogadores do Figueirense em seus 98 anos de história

Elaborar uma lista nunca é uma tarefa fácil, ainda mais se for para apontar os 11 melhores jogadores de uma equipe que chega aos seus 98 anos de história  hoje(12.06.2019) com uma variedade enorme de bons jogadores que vestiram essa camisa. Parabéns, Figueirense!

Ciente de que nenhuma lista é unânime “ah, faltou o fulano”, “ele esqueceu do sicrano”, “ei tu não gosta do beltrano? ”, a coluna ousa e corre esse risco calculado.

Mas está aí, a lista dos 11 melhores (ou mais importantes) jogadores do Figueirense nos seu quase centenário. Tem jogadores “importados”, tem jogadores pratas-da-casa, e tem jogadores comprometidos em honrar essa camisa linda e pesada.

Os 11 melhores jogadores da história do Figueirense. Em ordem alfabética!

ADAÍRTON (ADAIRTON MARTINS DOS SANTOS)

Segundo o Rei Pelé, o melhor marcador que ele enfrentou quando Adairton atuava com a camisa do São Paulo. No Figueirense atuou como zagueiro Lateral esquerdo e volante. Atuou no alvinegro em 1964 a 1966. De 1971 a 1974 e em 1977. Vestiu a camisa do Figueirense 234 vezes.

Adairton – Acervo O Estado

ALBENEIR (ALBENEIR MARQUES PEREIRA)

É o terceiro maior artilheiro da história do Figueirense. De passadas largas, tinha o chute rasteiro cruzado fatal para os goleiros. Chegou a vestir a camisa da Seleção Brasileira Pré-olímpica. Atuou como centroavante do Figueirense de 1982 a 1985. De 1987 a 1989. E em 1992. Marcou 93 gols e jogou 221 vezes com a camisa do alvinegro.

Albeneir – Arquivo Ndonline

CALICO ( CARLOS MORITZ)

Ídolo maior do clube nos anos de ouro do Figueirense na década de 30. Até ser ultrapassado pelo Fernandes nos anos 2010, foi o maior artilheiro do alvinegro com 94 gols marcados. Vestiu a camisa do alvinegro – em muitos jogos ao lado dos seus irmãos – entre os anos de 1932 a 1947.

Calico – Memorial Figueirense

CASAGRANDE (JAIME CASAGRANDE)

É o segundo jogador que mais vestiu a camisa do Figueirense. Não dá pra falar do alvinegro sem citar o nome desse vigoroso lateral que de 1973 a 1983 vestiu (podem acreditar com o maior orgulho do mundo) a camisa do seu querido e amado clube em 430 oportunidades. Depois de aposentado continuou a trabalhar no Scarpelli. Morava ao lado…

Casagrande – Memorial Figueirense

EDMUNDO ( EDMUNDO ALVES DE SOUZA NETO)

Atuou em apenas uma temporada com a camisa do Figueirense. Apenas uma no ano de 2005. Mas vai ficar para sempre na memória do torcedor. Em 31 partidas com a camisa do Figueirense anotou 15 gols diante dos grandes clubes do Brasil. Lembram do escândalo da arbitragem do árbitro Edilson? Em uma gravação o corrupto juiz de futebol fala “queria prejudicar o Figueirense diante do Juventude, mas o Edmundo estava impossível”.

Edmundo

FERNANDES (RODRGIDO FERNANDES VALETE)

Para muitos torcedores o maior jogador da história do Figueirense. Foi o camisa 10 no momento de maior glória do alvinegro, com vários títulos estaduais e sete anos na série A. Fernandes é o terceiro jogador com mais partidas com a camisa do alvinegro: 403 jogos e é o maior artilheiro da história do clube com 108 gols anotados. Um craque da camisa 10.

Fernandes – Figueirense 90 anos de Glória/reprodução

GENILSON (GENILSON ALVES DE OLIVEIRA)

Ser artilheiro do estadual e marcar dois gols na final diante do maior rival Avaí em 1999. Ninguém tira da história esse privilégio do atacante Genilson. Atuou com a camisa do alvinegro entre 1998 a 2001 e depois em 2004. Após pendurar as chuteiras trabalhou no marketing do clube. Foi dispensado no início desta temporada. Pelo Figueirense Genilson anotou 53 gols o que o coloca entre os 10 maiores artilheiros do clube.

Genilson – Rádio Figueira/reprodução

FILIPE LUIS (FILIPE LUÍS KASMIRSKI)

Chegou no Figueirense com apenas 17 anos em 2002. Rapidamente pelo seu talento e técnico chegou no time profissional do alvinegro sendo o dono da lateral esquerda e atuando como veterano diante das equipes do Brasil entre os anos 2003 e 2004. Do Scarpelli virou atleta mundial vestido a camisa do Ajax, Real Madrid, Chelsea e Atlético de Madrid. É convocação certa na Seleção Brasileira. Disputou uma copa do mundo.

Filipe Luís – Filipe Luís/CBF

PINGA ( AIRTON RAUL DE ANDRADE)

Lateral com profundo senso de marcação e obediência tática. Pinga que também quando precisou atuou como meia, é o jogador que mais vestiu a camisa do Figueirense, foram quase 500 jogos ostentando com o orgulho a camisa preta e branca do seu time querido. Para ser exato, 483 jogos. Atuou onze anos seguidos no Scarpelli: de 1969 a 1980.

Pinga – 90 anos Maior Clássico/Mix Mída/reprodução

ROBERTO FIRMINO (ROBERTO FIRMINO BARBOSA DE OLIVEIRA)

Chegou no Figueirense em 2009 com 18 anos oriundo da base do CRB. Em apenas dois anos o meia-atacante estava atuando no time titular do alvinegro com um futebol diferenciado. Seguiu o mesmo caminho do lateral Luis Filipe, do Scarpelli para o mundo e Seleção Brasileira. Firmino é atualmente um dos maiores nomes do futebol mundial, recentemente foi campeão da Liga dos Campeões com a camisa do Liverpool.

Roberto Firmino – Youtube/reprodução

WILSON (WILSON RODRIGUES DE MOURA JÚNIOR)

O goleio Wilson, atualmente no Coritiba, entrou para a galeria de heróis alvinegros por suas defesas arrojadas e senso de liderança. Estreou exatamente em um clássico diante do Avaí em 2007 – vitória do Figueirense por 3 x 0. Com a camisa do clube atuou em 331 partidas sendo o quinto atletas com mais jogos pelo clube. Atuou com a camisa de goleiro do alvinegro entre 2007 a 2012 quando foi dispensado pela “porta dos fundos” deixando mágoas no jogador.

Wilson – Arquivo/Ndonline

Mais conteúdo