Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

Segundo o quero-quero, a paciência dos líderes do elenco acabou no Figueirense.

Elenco conversa e não treina por causa de salários atrasados no Figueirense – Divulgação/Figueirense

Segundo o quero-quero bem informado que dá belos rasantes no belo e novo gramado do estádio Orlando Scarpelli, a paciência dos líderes do elenco que até então estavam segurando os outros jogadores e evitando ações mais enérgicas de greves ou protestos  acabou nesta manhã de segunda no CFT do Cambirela. Os jogadores se apresentaram e, após conversas no centro do campo de treinamento do Cambirela, resolveram não treinar por causa dos salários atrasados.

Essa ação, segundo versão oficial  do clube foi “decisão interna”, surge exatamente após a melhor partida do Figueirense que no último sábado goleou o América Mineiro por quatro a zero no estádio Independência.

O elenco deu a resposta do comprometimento em campo, isso deixa o torcedor tranquilo. O elenco resolveu não treinar e isso deixa o torcedor preocupado.

Mais Conteúdo