Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

Sonegação é crime. É grave. Inclusive no futebol

O Corinthians deve mais de R$ 100 milhões em FGTS e Imposto de renda.  Ou seja, é dinheiro que o clube arrecada e não repassa para os cofres para o governo.

Isso é crime!

O detalhe disso tudo é que o clube paulista foi um dos maiores beneficiados do próprio governo, que em gestões anteriores foram benevolentes com patrocínios de um banco e um financiamento a perder de vista para a construção do estádio Itaquerão. Que, diga-se de passagem, também está atrasadíssimo no pagamento dessas prestações.

A situação aqui exposta é a do Corinthians, mas quantos clubes estão nesta mesma situação?

O brasileiro costuma cobrar cadeia para criminosos da sociedade em geral, mas quem clama por cadeia também para dirigentes de futebol? Não, eles não estão acima da lei.

O problema é que “Marins” e “Ricardo Teixeiras” da vida só conhecem a prisão quando o crime é praticado lá fora ou quando eles estão no exterior.

Por aqui, a corrupção endêmica os protege e os acoberta.

Até quando?

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo