Garagem 360

Blog automotivo focado em serviços. Novidades, dicas e informações para manter o seu carro sempre em perfeitas condições de uso.

ABBA, funerária e chinelo: relembre patrocínios bizarros da Fórmula 1

ABBA, funerária e chinelo: relembre patrocínios bizarros da Fórmula 1 - Foto: Reprodução/Pinterest

ABBA, funerária e chinelo: relembre patrocínios bizarros da Fórmula 1 - Foto: Reprodução/Pinterest

Desde que a Lotus abriu as portas para os patrocinadores nos anos 1960, diversas marcas fizeram história na Fórmula 1. Os cigarros da Marlboro são facilmente associados aos carros da McLaren ou da Ferrari. Também é impossível falar dos bólidos icônicos e não citar a pintura preta e dourada da John Player Special que fez história na própria Lotus entre os anos 1980 e 1970. A Parmalat também marcou época ao estampar a Brabham de Nelson Piquet em seus dois primeiros títulos mundiais, em 1981 e 1983.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Entretanto, há outras marcas que entraram para a história, mas por outros motivos. Confira na galeria especial do Garagem360 alguns patrocínios bizarros da Fórmula 1.

ABBA, funerária e chinelo: relembre patrocínios bizarros da Fórmula 1

Relembre patrocínios bizarros da Fórmula 1 - Entre 1976 e 1977 a equipe Hesketh Racing exibiu em seus carros a garota que era símbolo da revista Penthouse, concorrente da Playboy nos Estados Unidos e Inglaterra - Foto: Ben Sutherland on Visualhunt.com / CC BY - Foto: Ben Sutherland on Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Relembre patrocínios bizarros da Fórmula 1 - Entre 1976 e 1977 a equipe Hesketh Racing exibiu em seus carros a garota que era símbolo da revista Penthouse, concorrente da Playboy nos Estados Unidos e Inglaterra - Foto: Ben Sutherland on Visualhunt.com / CC BY - Foto: Ben Sutherland on Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Entre 1976 e 1977 a equipe Hesketh Racing exibiu em seus carros a garota que era símbolo da revista Penthouse, concorrente da Playboy nos Estados Unidos e Inglaterra - Foto: Lav Ulv on Visualhunt / CC BY - Foto: Lav Ulv on Visualhunt / CC BY/Garagem 360/ND

Entre 1976 e 1977 a equipe Hesketh Racing exibiu em seus carros a garota que era símbolo da revista Penthouse, concorrente da Playboy nos Estados Unidos e Inglaterra - Foto: Lav Ulv on Visualhunt / CC BY - Foto: Lav Ulv on Visualhunt / CC BY/Garagem 360/ND

Por mais que Durex seja associado à fita adesiva no Brasil, a marca é mais conhecida no exterior pela fabricação de preservativos, tendo patrocinado a Surtess em 1976 - Foto: Gillfoto on Visual hunt / CC BY-NC-SA - Foto: Gillfoto on Visual hunt / CC BY-NC-SA/Garagem 360/ND

Por mais que Durex seja associado à fita adesiva no Brasil, a marca é mais conhecida no exterior pela fabricação de preservativos, tendo patrocinado a Surtess em 1976 - Foto: Gillfoto on Visual hunt / CC BY-NC-SA - Foto: Gillfoto on Visual hunt / CC BY-NC-SA/Garagem 360/ND

Por mais que Durex seja associado à fita adesiva no Brasil, a marca é mais conhecida no exterior pela fabricação de preservativos, tendo patrocinado a Surtess em 1976 - Foto: Dave Hamster on VisualHunt.com / CC BY - Foto: Dave Hamster on VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Por mais que Durex seja associado à fita adesiva no Brasil, a marca é mais conhecida no exterior pela fabricação de preservativos, tendo patrocinado a Surtess em 1976 - Foto: Dave Hamster on VisualHunt.com / CC BY - Foto: Dave Hamster on VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

A equipe Merzario teve uma grande ideia em 1979 e fechou o patrocínio com uma funerária. Isso em uma das épocas mais perigosas da F1 - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

A equipe Merzario teve uma grande ideia em 1979 e fechou o patrocínio com uma funerária. Isso em uma das épocas mais perigosas da F1 - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Em 1981, Slim Borgudd, baterista da banda ABBA, conseguiu uma vaga de piloto na equipe ATS. Por conta disso, estampou o nome do conjunto na lataria de seu bólido - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Em 1981, Slim Borgudd, baterista da banda ABBA, conseguiu uma vaga de piloto na equipe ATS. Por conta disso, estampou o nome do conjunto na lataria de seu bólido - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

A Fórmula 1 visitou o leste europeu pela primeira vez apenas em 1986, para o primeiro GP da Hungria. Na época, a equipe Zakspeed era patrocinada pela West, que nada mais é que oeste em inglês. Como homenagem, a marca escreveu East (leste) em um dos carros da equipe - Foto: DonDahlmann on Visualhunt.com / CC BY-NC-ND - Foto: DonDahlmann on Visualhunt.com / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

A Fórmula 1 visitou o leste europeu pela primeira vez apenas em 1986, para o primeiro GP da Hungria. Na época, a equipe Zakspeed era patrocinada pela West, que nada mais é que oeste em inglês. Como homenagem, a marca escreveu East (leste) em um dos carros da equipe - Foto: DonDahlmann on Visualhunt.com / CC BY-NC-ND - Foto: DonDahlmann on Visualhunt.com / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

No começo dos anos 1990, a Sega lançou seu principal mascote, o Sonic. Por ser o ouriço mais rápido do mundo, nada mais justo que colocá-lo para

No começo dos anos 1990, a Sega lançou seu principal mascote, o Sonic. Por ser o ouriço mais rápido do mundo, nada mais justo que colocá-lo para "acelerar" o melhor carro da época, o Williams FW15C de 1993, que deu o quarto título mundial para Alain Prost - Foto: Karting Nord on Visualhunt / CC BY-SA - Foto: Karting Nord on Visualhunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

No começo dos anos 1990, a Sega lançou seu principal mascote, o Sonic. Por ser o ouriço mais rápido do mundo, nada mais justo que colocá-lo para

No começo dos anos 1990, a Sega lançou seu principal mascote, o Sonic. Por ser o ouriço mais rápido do mundo, nada mais justo que colocá-lo para "acelerar" o melhor carro da época, o Williams FW15C de 1993, que deu o quarto título mundial para Alain Prost - - /Garagem 360/ND

A Simtek foi uma equipe pequena que durou pouco, mas que ficou marcada pela morte de Roland Ratzenberger no GP de Ímola de 1994. Porém, a escuderia também teve alguns patrocínios diferentes. O restaurante Fogo de Chão exibiu sua marca na asa traseira durante o GP Brasil. Tudo para bancar a comida da equipe. Já a saudosa MTV era a principal patrocinadora do time - Foto: Karting Nord on Visualhunt / CC BY-SA - Foto: Karting Nord on Visualhunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

A Simtek foi uma equipe pequena que durou pouco, mas que ficou marcada pela morte de Roland Ratzenberger no GP de Ímola de 1994. Porém, a escuderia também teve alguns patrocínios diferentes. O restaurante Fogo de Chão exibiu sua marca na asa traseira durante o GP Brasil. Tudo para bancar a comida da equipe. Já a saudosa MTV era a principal patrocinadora do time - Foto: Karting Nord on Visualhunt / CC BY-SA - Foto: Karting Nord on Visualhunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

A Simtek foi uma equipe pequena que durou pouco, mas que ficou marcada pela morte de Roland Ratzenberger no GP de Ímola de 1994. Porém, a escuderia também teve alguns patrocínios diferentes. O restaurante Fogo de Chão exibiu sua marca na asa traseira durante o GP Brasil. Tudo para bancar a comida da equipe. Já a saudosa MTV era a principal patrocinadora do time - Foto: Karting Nord on Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: Karting Nord on Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

A Simtek foi uma equipe pequena que durou pouco, mas que ficou marcada pela morte de Roland Ratzenberger no GP de Ímola de 1994. Porém, a escuderia também teve alguns patrocínios diferentes. O restaurante Fogo de Chão exibiu sua marca na asa traseira durante o GP Brasil. Tudo para bancar a comida da equipe. Já a saudosa MTV era a principal patrocinadora do time - Foto: Karting Nord on Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: Karting Nord on Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Já distante de seu passado vitorioso, a Tyrrel exibiu a marca do seriado Xena: a Princesa Guerreira em 1997. - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Já distante de seu passado vitorioso, a Tyrrel exibiu a marca do seriado Xena: a Princesa Guerreira em 1997. - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Em 1998 e 1999 a Williams levou o personagem Pica-Pau no bico de seus carros - Foto: Duncan Stephen on Visual hunt / CC BY-NC - Foto: Duncan Stephen on Visual hunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Em 1998 e 1999 a Williams levou o personagem Pica-Pau no bico de seus carros - Foto: Duncan Stephen on Visual hunt / CC BY-NC - Foto: Duncan Stephen on Visual hunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Em 1998 e 1999 a Williams levou o personagem Pica-Pau no bico de seus carros - Foto: danishevskiy on Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: danishevskiy on Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Em 1998 e 1999 a Williams levou o personagem Pica-Pau no bico de seus carros - Foto: danishevskiy on Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: danishevskiy on Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

A BAR entrou para a F1 em 1999. Por ser de uma empresa tabagista, sua ideia era exibir uma marca de cigarro em cada carro. Quem não gostou da ideia foi a FIA, que frustou os planos da equipe. Sendo assim, eles tiveram uma ideia ainda mais criativa - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

A BAR entrou para a F1 em 1999. Por ser de uma empresa tabagista, sua ideia era exibir uma marca de cigarro em cada carro. Quem não gostou da ideia foi a FIA, que frustou os planos da equipe. Sendo assim, eles tiveram uma ideia ainda mais criativa - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

A solução foi pintar cada metade dos carros com uma marca. Se o resultado estético não foi o melhor, ao menos eles pensaram fora da caixinha - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

A solução foi pintar cada metade dos carros com uma marca. Se o resultado estético não foi o melhor, ao menos eles pensaram fora da caixinha - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

A solução foi pintar cada metade dos carros com uma marca. Se o resultado estético não foi o melhor, ao menos eles pensaram fora da caixinha - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual hunt / CC BY-NC-ND - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

A solução foi pintar cada metade dos carros com uma marca. Se o resultado estético não foi o melhor, ao menos eles pensaram fora da caixinha - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual hunt / CC BY-NC-ND - Foto: *Red~Cyan* (Pro- 2.4 Million+ Views- Thanks all!) on Visual hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

No último ano de existência da Jaguar, a equipe exibiu um patrocínio do filme 12 Homens e Outro Segredo durante o GP de Mônaco de 2004. O problema é que alguém achou que era uma boa ideia colocar um diamante de US$ 200 mil no bico de um dos carros da equipe. Na corrida, o bólido estampou o muro e a joia se perdeu para sempre - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

No último ano de existência da Jaguar, a equipe exibiu um patrocínio do filme 12 Homens e Outro Segredo durante o GP de Mônaco de 2004. O problema é que alguém achou que era uma boa ideia colocar um diamante de US$ 200 mil no bico de um dos carros da equipe. Na corrida, o bólido estampou o muro e a joia se perdeu para sempre - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

No último ano de existência da Jaguar, a equipe exibiu um patrocinio do filme 12 Homens e Outro Segredo durante o GP de Mônaco de 2004. O problema é que alguém achou que era uma boa ideia colocar um diamante de US$ 200 mil no bico de um dos carros da equipe. Na corrida, o bólido estampou o muro e a joia se perdeu para sempre - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

No último ano de existência da Jaguar, a equipe exibiu um patrocinio do filme 12 Homens e Outro Segredo durante o GP de Mônaco de 2004. O problema é que alguém achou que era uma boa ideia colocar um diamante de US$ 200 mil no bico de um dos carros da equipe. Na corrida, o bólido estampou o muro e a joia se perdeu para sempre - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Um ano depois, em 2005, a Red Bull já havia comprado a Jaguar, porém a equipe contou com o patrocínio do filme Star Wars: Episódio III - a vingança dos Siht. Até os mecânicos precisaram entrar na onda e se vestiram como stormtroopers - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Um ano depois, em 2005, a Red Bull já havia comprado a Jaguar, porém a equipe contou com o patrocínio do filme Star Wars: Episódio III - a vingança dos Siht. Até os mecânicos precisaram entrar na onda e se vestiram como stormtroopers - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Um ano depois, em 2005, a Red Bull já havia comprado a Jaguar, porém a equipe contou com o patrocínio do filme Star Wars: Episódio III - a vingança dos Siht. Até os mecânicos precisaram entrar na onda e se vestiram como stormtroopers - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Um ano depois, em 2005, a Red Bull já havia comprado a Jaguar, porém a equipe contou com o patrocínio do filme Star Wars: Episódio III - a vingança dos Siht. Até os mecânicos precisaram entrar na onda e se vestiram como stormtroopers - Foto: Reprodução/Pinterest - Foto: Reprodução/Pinterest/Garagem 360/ND

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo