Garagem 360

Blog automotivo focado em serviços. Novidades, dicas e informações para manter o seu carro sempre em perfeitas condições de uso.

Ar-condicionado: como usar e fazer a manutenção do sistema

Ar-condicionado: como usar e fazer a manutenção do sistema - Photo by takahiro taguchi on Unsplash

Ar-condicionado: como usar e fazer a manutenção do sistema - Photo by takahiro taguchi on Unsplash

O ar-condicionado tem o objetivo de resfriar o carro assim que o usuário aciona o botão “AC”. A partir daí, o motor do veículo movimentará o compressor, responsável pela circulação do gás no circuito. Geralmente, os veículos utilizam o gás R-134 A, que não agride a camada de ozônio – diferentemente do gás Freon R-12, à base de CFC (clorofluorcarbono), que era utilizado no passado.

Apesar de ser algo comum, o sistema de ar-condicionado ainda deixa os condutores confusos em relação ao seu funcionamento. Por isso, o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária) resolveu esclarecer dúvidas sobre uso e manutenção. Confira!

Leia mais:
Revisão do ar-condicionado pode evitar problemas técnicos e de saúde
Saiba como utilizar o ar-condicionado da melhor maneira nesse verão

Como usar o ar-condicionado?

Se você vai entrar no carro e ele está muito quente, é recomendável abrir as janelas para expulsar a grande massa de ar aquecido que ficou aprisionado dentro do automóvel. Assim, o resfriamento ocorrerá em uma rapidez maior. Quando o ambiente interno já tiver dissipado a insolação, é hora de fechar os vidros por completo – evite a abertura para não ter perda desse ar resfriado pelo sistema.

No painel de instrumentos, existe um seletor para você optar por captação do ar externo ou circulação do interno. No segundo modo, o ar-condicionado terá melhor eficiência, pois vai circular o ar resfriado do próprio veículo. Também é possível regular a temperatura, caso esteja muito baixa, utilizando um seletor que migra da cor azul para a vermelha gradualmente.

Manutenção

Ligue o ar-condicionado pelo menos uma vez a cada 15 dias, para que o sistema realize a circulação do gás em toda a sua linha de funcionamento. Com o passar dos anos, é necessário fazer a troca do filtro antipólen e solicitar a limpeza dos dutos para não obstruir a passagem de ar e evitar a proliferação de bactérias no sistema.

Em caso de pouca eficiência do ar-condicionado, verifique, em um centro especializado, a carga de gás e eventuais vazamentos no sistema. Assim, você garante uma temperatura confortável em todos os seus deslocamentos.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link

Na galeria, veja exemplos de acessórios que podem influenciar no valor de revenda dos carros:

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Ar-condicionado - Foto: Pixabay - Foto: Pixabay/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Ar-condicionado - Foto: Pixabay - Foto: Pixabay/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Central multimídia - Foro: Divulgação - Foro: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Central multimídia - Foro: Divulgação - Foro: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Bancos de couro - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Bancos de couro - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Sensores - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Sensores - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Câmbio automático - Foto: Paulo Basso Jr. - Foto: Paulo Basso Jr./Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam junto com o veículo - Câmbio automático - Foto: Paulo Basso Jr. - Foto: Paulo Basso Jr./Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Frisos laterais - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Frisos laterais - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Engates - raphaelstrada on Visualhunt.com / CC BY - raphaelstrada on Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Engates - raphaelstrada on Visualhunt.com / CC BY - raphaelstrada on Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Aerofólios - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Aerofólios - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Rodas de liga leve - Foto: Divulgação/Renan Senra Fotografia - Foto: Divulgação/Renan Senra Fotografia/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Rodas de liga leve - Foto: Divulgação/Renan Senra Fotografia - Foto: Divulgação/Renan Senra Fotografia/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Teto solar - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Teto solar - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Blindadgem. Porém, é importante salientar que a blindagem apresenta uma velocidade de depreciação variada ao longo do tempo. Em um primeiro momento, o adicional valoriza o veículo, que nos primeiros dois anos pode valer mais do que um carro não blindado. Contudo, quando o carro possui mais tempo rodado, pode valer menos que um sem a opção. Esse comportamento também possui alteração de acordo com a marca do automóvel - Foto: Divulgação/Master Blindagens - Foto: Divulgação/Master Blindagens/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam mais rápido que o veículo - Blindadgem. Porém, é importante salientar que a blindagem apresenta uma velocidade de depreciação variada ao longo do tempo. Em um primeiro momento, o adicional valoriza o veículo, que nos primeiros dois anos pode valer mais do que um carro não blindado. Contudo, quando o carro possui mais tempo rodado, pode valer menos que um sem a opção. Esse comportamento também possui alteração de acordo com a marca do automóvel - Foto: Divulgação/Master Blindagens - Foto: Divulgação/Master Blindagens/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam o veículo - Carros sem direção hidráulica ou elétrica - Pixabay - Pixabay/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam o veículo - Carros sem direção hidráulica ou elétrica - Pixabay - Pixabay/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam o veículo - Carros sem ar-condicionado - Pixabay - Pixabay/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam o veículo - Carros sem ar-condicionado - Pixabay - Pixabay/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam o veículo - Carros (médios ou de segmentos superiores) sem câmbio automático - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Equipamentos que desvalorizam o veículo - Carros (médios ou de segmentos superiores) sem câmbio automático - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Mais Conteúdo