Garagem 360

Blog automotivo focado em serviços. Novidades, dicas e informações para manter o seu carro sempre em perfeitas condições de uso.

Evento em SP vai colocar Fittipaldi e Massa em carros de Ayrton Senna

Evento em SP vai colocar Fittipaldi e Massa em carros de Ayrton Senna - swh on VisualHunt / CC BY-NC

Evento em SP vai colocar Fittipaldi e Massa em carros de Ayrton Senna - swh on VisualHunt / CC BY-NC

Patrocinadora do GP Brasil de Fórmula 1, a Heineken vai realizar um evento em São Paulo para os fãs da categoria. No dia 9 de novembro, uma semana antes da corrida no autódromo de Interlagos, o público vai poder conferir de perto o bicampeão mundial Emerson Fittipaldi e o vice-campeão de 2008 Felipe Massa acelerarem alguns carros de Ayrton Senna. O evento vai acontecer no Obelisco do Ibirapuera, das 12h às 18h, com entrada gratuita.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Evento com carros de Ayrton Senna

No evento, os dois pilotos brasileiros vão andar em dois bólidos que marcaram o início da carreira de Senna na F1. O Toleman TG184 foi o primeiro carro guiado por Ayrton na categoria, em 1984. Foi com ele que o piloto conseguiu seus primeiros pontos e o primeiro pódio, na clássica corrida em Mônaco. Já o Lotus 97T foi utilizado pelo tricampeão em 1985, sendo o responsável pela primeira vitória de Senna na categoria, no GP de Portugal daquele ano.

LEIA MAIS: Renault lança série especial do Captur equipada com som da Bose

BMW mostra o novo Série 2 Gran Coupe; veja fotos

Os carros de 2018 das equipes Renault e Mercedes serão outras atrações do Heineken F1 Festival, assim como o piloto mexicano Esteban Gutierrez. Corrida de karts comandada pelo piloto Tuka Rocha, apresentação de carros de drift e duas motocicletas Ducatti Superbike 1199 S Senna também farão parte das apresentações.

Carros históricos da F1

Na galeria, relembre alguns dos carros que marcaram a história da F1.

Carros Históricos F1: Lotus 49: em 1967, Colin Chapman apresentou ao mundo o inovador Lotus 49; ele trouxe novos conceitos para a F1, sendo o primeiro carro a exibir uma marca de patrocínio; também ajudou a popularizar os aerofólios na categoria, além de mudar a posição dos radiadores da frente para as laterais, conceito usado até hoje - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Carros Históricos F1: Lotus 49: em 1967, Colin Chapman apresentou ao mundo o inovador Lotus 49; ele trouxe novos conceitos para a F1, sendo o primeiro carro a exibir uma marca de patrocínio; também ajudou a popularizar os aerofólios na categoria, além de mudar a posição dos radiadores da frente para as laterais, conceito usado até hoje - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Lotus 72: outra obra prima de Colin Chapman, o Lotus 72 inovou a aerodinâmica da F1; foi o carro que deu ao brasileiro Emerson Fittipaldi seu primeiro título na categoria, em 1972 - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Lotus 72: outra obra prima de Colin Chapman, o Lotus 72 inovou a aerodinâmica da F1; foi o carro que deu ao brasileiro Emerson Fittipaldi seu primeiro título na categoria, em 1972 - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

McLaren M23: lançado durante a temporada de 1973, o bólido foi responsável pelo primeiro título de pilotos da equipe um ano depois, nas mãos de Emerson Fittipaldi, que se sagrou bicampeão do mundo; em 1976, deu a James Hunt seu único título de pilotos; foi aposentado em 1977 - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

McLaren M23: lançado durante a temporada de 1973, o bólido foi responsável pelo primeiro título de pilotos da equipe um ano depois, nas mãos de Emerson Fittipaldi, que se sagrou bicampeão do mundo; em 1976, deu a James Hunt seu único título de pilotos; foi aposentado em 1977 - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

Lotus 79: Colin Chapman realmente era um visionário e, em 1978, apresentou o inovador Lotus 79, que tinha seu assoalho em formato de asa invertida, sendo o primeiro carro da categoria com o recurso; o resultado foi o título de pilotos, com o norte-americano Mario Andretti, e o de construtores para a escuderia - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Lotus 79: Colin Chapman realmente era um visionário e, em 1978, apresentou o inovador Lotus 79, que tinha seu assoalho em formato de asa invertida, sendo o primeiro carro da categoria com o recurso; o resultado foi o título de pilotos, com o norte-americano Mario Andretti, e o de construtores para a escuderia - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Renault RS10: em 1979, a Renault entrou pela primeira vez na F1; embora nunca tenha sido campeã do mundo, a máquina foi a responsável por inaugurar a primeira era turbo da categoria, que durou até 1988 - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Renault RS10: em 1979, a Renault entrou pela primeira vez na F1; embora nunca tenha sido campeã do mundo, a máquina foi a responsável por inaugurar a primeira era turbo da categoria, que durou até 1988 - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Lotus 99t: último carro guiado por Ayrton Senna na Lotus, o 99t foi o primeiro a utilizar a suspensão ativa; apesar de a inovação não ter feito muito sucesso, ajudou o piloto brasileiro a conquistar suas últimas vitórias pela equipe - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

Lotus 99t: último carro guiado por Ayrton Senna na Lotus, o 99t foi o primeiro a utilizar a suspensão ativa; apesar de a inovação não ter feito muito sucesso, ajudou o piloto brasileiro a conquistar suas últimas vitórias pela equipe - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

McLaren MP4-4: em 1988, a McLaren contratou Ayrton Senna para ser seu piloto, ao lado do bicampeão do mundo Allain Prost, formando uma das maiores rivalidades da história da categoria; arrasador, o MP4-4 sobrou naquela temporada, vencendo 15 das 16 corridas que disputou, fechando com chave de ouro a era turbo e dando ao brasileiro seu primeiro título - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

McLaren MP4-4: em 1988, a McLaren contratou Ayrton Senna para ser seu piloto, ao lado do bicampeão do mundo Allain Prost, formando uma das maiores rivalidades da história da categoria; arrasador, o MP4-4 sobrou naquela temporada, vencendo 15 das 16 corridas que disputou, fechando com chave de ouro a era turbo e dando ao brasileiro seu primeiro título - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Williams FW14b: o inglês Nigel Mansell, em 1992, pôde, enfim, comemorar seu título mundial de pilotos; o FW14b venceu 10 das 16 corridas daquele ano, e trouxe inovações como suspensão ativa, cujo conceito foi ampliado depois do Lotus 99t, transmissão semiautomática e controle de tração - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Williams FW14b: o inglês Nigel Mansell, em 1992, pôde, enfim, comemorar seu título mundial de pilotos; o FW14b venceu 10 das 16 corridas daquele ano, e trouxe inovações como suspensão ativa, cujo conceito foi ampliado depois do Lotus 99t, transmissão semiautomática e controle de tração - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Ferrari F2002: símbolo do domínio que a Ferrari teve no começo dos anos 2000, o F2002 reinou absoluto na temporada daquele ano, vencendo 15 das 17 corridas disputadas e deu ao alemão Michael Schumacher seu quinto título - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Ferrari F2002: símbolo do domínio que a Ferrari teve no começo dos anos 2000, o F2002 reinou absoluto na temporada daquele ano, vencendo 15 das 17 corridas disputadas e deu ao alemão Michael Schumacher seu quinto título - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Ferrari F2004: mais um carro dominante da Ferrari, o F2004 ajudou Schumacher a conquistar seu sétimo e último título, o quinto consecutivo; com o bólido, o alemão venceu 13 das 18 provas daquela temporada - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Ferrari F2004: mais um carro dominante da Ferrari, o F2004 ajudou Schumacher a conquistar seu sétimo e último título, o quinto consecutivo; com o bólido, o alemão venceu 13 das 18 provas daquela temporada - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W05 Hybrid: primeiro carro campeão da nova era turbo da categoria, o bólido que deu o segundo título mundial para Lewis Hamilton conquistou 16 das 19 corridas de 2014, sendo pole em 18 das 19 etapas - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W05 Hybrid: primeiro carro campeão da nova era turbo da categoria, o bólido que deu o segundo título mundial para Lewis Hamilton conquistou 16 das 19 corridas de 2014, sendo pole em 18 das 19 etapas - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W06 Hybrid: carro vencedor de 2015, deu o terceiro título de pilotos ao inglês Lewis Hamilton, o W06 foi tão dominante que conseguiu 16 vitórias em 19 etapas e 18 poles - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W06 Hybrid: carro vencedor de 2015, deu o terceiro título de pilotos ao inglês Lewis Hamilton, o W06 foi tão dominante que conseguiu 16 vitórias em 19 etapas e 18 poles - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W07: deu o título de 2016 a Nico Rosberg, vencendo 19 das 21 etapas daquele ano - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação /Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W07: deu o título de 2016 a Nico Rosberg, vencendo 19 das 21 etapas daquele ano - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação /Garagem 360/ND

Mais Conteúdo