Garagem 360

Blog automotivo focado em serviços. Novidades, dicas e informações para manter o seu carro sempre em perfeitas condições de uso.

GP Brasil 2019: veja curiosidades e relembre carros históricos da categoria

GP Brasil 2019: veja curiosidades e relembre carros históricos da categoria - Foto: Divulgação

GP Brasil 2019: veja curiosidades e relembre carros históricos da categoria - Foto: Divulgação

Neste final de semana, o circo da F1 desembarca em São Paulo para a realização do GP Brasil 2019. Embora o campeonato já esteja decidido, com Lewis Hamilton se sagrando hexacampeão mundial, assim como seu time, a prova em Interlagos é praticamente um campeonato à parte. Para celebrar o evento, confira a seguir algumas das principais curiosidades da categoria.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

GP Brasil 2019: curiosidades da F1

Primeiro vencedor

Giuseppe Farina – Alfa Romeo (GP da Inglaterra 1950);

Primeira mulher da categoria

Maria Teresa de Filippis (1958);

Primeira mulher a pontuar

Lella Lombardi (GP da Espanha 1965);

Recordista de GPs

Rubens Barrichello (323);

Mais títulos

Michael Schumacher (7);

Campeão póstumo

Jochen Rindt (Lotus – 1970);

Mais vitórias

Michael Schumacher (91);

LEIA MAIS: Memória: há 10 anos, Brawn GP surgia das cinzas para dominar a F1

Recall: Renault chama Duster por falha no airbag do motorista

Mais pódios

Michael Schumacher (155);

Mais poles

Lewis Hamilton (87)*;

Mais voltas rápidas

Michael Schumacher (77);

Mais pontos

Lewis Hamilton (3.399)*;

Mais jovem

Max Verstappen (17a5m15d – GP da Austrália 2015);

Mais velho

Louis Chiron (55a9m19d – GP de Mônaco 1955);

Mais jovem a ser campeão do mundo

Sebastian Vettel (23a4m11d – 2010);

Mais velho a ser campeão do mundo

Juan Manuel Fangio (46a1m11d – 1957);

Mais jovem a vencer

Max Verstappen (18a7m15d – GP da Austrália 2015);

Mais velho a vencer

Luigi Fagioli (53a0m22d – GP da França 1951);

Mais jovem a ser pole

Sebastian Vettel (21a2m11d – GP da Itália 2008);

Mais velho a ser pole

Giuseppe Farina (47a2m18d – GP da Argentina 1954);

Mais jovem a pontuar

Max Verstappen (17a5m29d – GP da Malásia 2015);

Mais velho a pontuar

Philippe Etancelin (53a8m6d – GP da Itália 1950);

Títulos consecutivos

Michael Schumacher (5 – 2000 a 2004);

Vitórias consecutivas

Sebastian Vettel (9 – GP da Bélgica 2013 a GP do Brasil 2013);

Pódios consecutivos

Michael Schumacher (19 – GP dos EUA 2001 a GP do Japão 2002);

Piloto que mais correu sem nunca vencer

Andrea De Cesaris (208 GPs);

Piloto que mais correu sem subir ao pódio

Nico Hulkenberg (175 GPs)*;

Piloto que mais correu e não fez pontos

Luca Badoer (51 GPs);

Piloto que mais abandonou

Ricardo Patrese e Andrea De Cesaris (157);

Piloto com mais abandonos consecutivos

Andrea De Cesaris (22 – entre o GP da Austrália 1986 e GP do Canadá 1988).

*Até o GP do Estados Unidos 2019

Carros históricos

Além dos pilotos, a história da categoria foi construída com grandes carros. Inovadores, vencedores e marcantes, os carros da galeria a seguir ajudaram a F1 a se tornar o degrau mais alto do automobilismo, além de terem contribuído para o desenvolvimento da tecnologia dos carros de rua.

Carros Históricos F1: Lotus 49: em 1967, Colin Chapman apresentou ao mundo o inovador Lotus 49; ele trouxe novos conceitos para a F1, sendo o primeiro carro a exibir uma marca de patrocínio; também ajudou a popularizar os aerofólios na categoria, além de mudar a posição dos radiadores da frente para as laterais, conceito usado até hoje - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Carros Históricos F1: Lotus 49: em 1967, Colin Chapman apresentou ao mundo o inovador Lotus 49; ele trouxe novos conceitos para a F1, sendo o primeiro carro a exibir uma marca de patrocínio; também ajudou a popularizar os aerofólios na categoria, além de mudar a posição dos radiadores da frente para as laterais, conceito usado até hoje - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND - Foto: jimculp@live.com / ProRallyPix via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Lotus 72: outra obra prima de Colin Chapman, o Lotus 72 inovou a aerodinâmica da F1; foi o carro que deu ao brasileiro Emerson Fittipaldi seu primeiro título na categoria, em 1972 - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Lotus 72: outra obra prima de Colin Chapman, o Lotus 72 inovou a aerodinâmica da F1; foi o carro que deu ao brasileiro Emerson Fittipaldi seu primeiro título na categoria, em 1972 - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Plbmak via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

McLaren M23: lançado durante a temporada de 1973, o bólido foi responsável pelo primeiro título de pilotos da equipe um ano depois, nas mãos de Emerson Fittipaldi, que se sagrou bicampeão do mundo; em 1976, deu a James Hunt seu único título de pilotos; foi aposentado em 1977 - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

McLaren M23: lançado durante a temporada de 1973, o bólido foi responsável pelo primeiro título de pilotos da equipe um ano depois, nas mãos de Emerson Fittipaldi, que se sagrou bicampeão do mundo; em 1976, deu a James Hunt seu único título de pilotos; foi aposentado em 1977 - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Sum_of_Marc via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA - Foto: Islander1658 on VisualHunt.com / CC BY-NC-SA/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

Tyrrell P34: é até hoje o único carro com seis rodas a competir oficialmente na F1. Correu em 1976 e 1977, vencendo o GP da Suécia de 1976, com Jody Scheckter - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY - Foto: Supermac1961 on VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

Lotus 79: Colin Chapman realmente era um visionário e, em 1978, apresentou o inovador Lotus 79, que tinha seu assoalho em formato de asa invertida, sendo o primeiro carro da categoria com o recurso; o resultado foi o título de pilotos, com o norte-americano Mario Andretti, e o de construtores para a escuderia - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Lotus 79: Colin Chapman realmente era um visionário e, em 1978, apresentou o inovador Lotus 79, que tinha seu assoalho em formato de asa invertida, sendo o primeiro carro da categoria com o recurso; o resultado foi o título de pilotos, com o norte-americano Mario Andretti, e o de construtores para a escuderia - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY - Foto: bobaliciouslondon via Visualhunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Renault RS10: em 1979, a Renault entrou pela primeira vez na F1; embora nunca tenha sido campeã do mundo, a máquina foi a responsável por inaugurar a primeira era turbo da categoria, que durou até 1988 - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Renault RS10: em 1979, a Renault entrou pela primeira vez na F1; embora nunca tenha sido campeã do mundo, a máquina foi a responsável por inaugurar a primeira era turbo da categoria, que durou até 1988 - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA - Foto: bibendum84 via Visual Hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Lotus 99t: último carro guiado por Ayrton Senna na Lotus, o 99t foi o primeiro a utilizar a suspensão ativa; apesar de a inovação não ter feito muito sucesso, ajudou o piloto brasileiro a conquistar suas últimas vitórias pela equipe - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

Lotus 99t: último carro guiado por Ayrton Senna na Lotus, o 99t foi o primeiro a utilizar a suspensão ativa; apesar de a inovação não ter feito muito sucesso, ajudou o piloto brasileiro a conquistar suas últimas vitórias pela equipe - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY - Foto: BYSER via VisualHunt / CC BY/Garagem 360/ND

McLaren MP4-4: em 1988, a McLaren contratou Ayrton Senna para ser seu piloto, ao lado do bicampeão do mundo Allain Prost, formando uma das maiores rivalidades da história da categoria; arrasador, o MP4-4 sobrou naquela temporada, vencendo 15 das 16 corridas que disputou, fechando com chave de ouro a era turbo e dando ao brasileiro seu primeiro título - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

McLaren MP4-4: em 1988, a McLaren contratou Ayrton Senna para ser seu piloto, ao lado do bicampeão do mundo Allain Prost, formando uma das maiores rivalidades da história da categoria; arrasador, o MP4-4 sobrou naquela temporada, vencendo 15 das 16 corridas que disputou, fechando com chave de ouro a era turbo e dando ao brasileiro seu primeiro título - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: atomicjam via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Williams FW14b: o inglês Nigel Mansell, em 1992, pôde, enfim, comemorar seu título mundial de pilotos; o FW14b venceu 10 das 16 corridas daquele ano, e trouxe inovações como suspensão ativa, cujo conceito foi ampliado depois do Lotus 99t, transmissão semiautomática e controle de tração - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Williams FW14b: o inglês Nigel Mansell, em 1992, pôde, enfim, comemorar seu título mundial de pilotos; o FW14b venceu 10 das 16 corridas daquele ano, e trouxe inovações como suspensão ativa, cujo conceito foi ampliado depois do Lotus 99t, transmissão semiautomática e controle de tração - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND - Foto: Dan Mumford via Visual Hunt / CC BY-NC-ND/Garagem 360/ND

Ferrari F2002: símbolo do domínio que a Ferrari teve no começo dos anos 2000, o F2002 reinou absoluto na temporada daquele ano, vencendo 15 das 17 corridas disputadas e deu ao alemão Michael Schumacher seu quinto título - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Ferrari F2002: símbolo do domínio que a Ferrari teve no começo dos anos 2000, o F2002 reinou absoluto na temporada daquele ano, vencendo 15 das 17 corridas disputadas e deu ao alemão Michael Schumacher seu quinto título - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC - Foto: alessio mazzocco via Visualhunt / CC BY-NC/Garagem 360/ND

Ferrari F2004: mais um carro dominante da Ferrari, o F2004 ajudou Schumacher a conquistar seu sétimo e último título, o quinto consecutivo; com o bólido, o alemão venceu 13 das 18 provas daquela temporada - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Ferrari F2004: mais um carro dominante da Ferrari, o F2004 ajudou Schumacher a conquistar seu sétimo e último título, o quinto consecutivo; com o bólido, o alemão venceu 13 das 18 provas daquela temporada - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: emperornie via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA - Foto: Rodefeld on VisualHunt.com / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Brawn GP 001: correu por apenas um ano, mas entrou para a história por ter feito sua equipe ser a única campeã no ano de estreia. Deu a Jenson Button o título de pilotos em 2009, além de faturar o de construtores também. Venceu 8 das 17 etapas - 6 com Button e 2 com Rubens Barrichello - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA - Foto: flamesworddragon on Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA - Foto: nic_r via Visual hunt / CC BY-SA/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB7: Sebastian Vettel conquistou seu segundo título a bordo de uma máquina demolidora, em 2011; o RB7 venceu 12 das 19 corridas (sendo 11 com Vettel), além de conseguir 18 das 19 poles possíveis - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Red Bull RB9: deu a Vettel seu tetracampeonato consecutivo, vencendo 13 das 19 etapas de 2013 - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W05 Hybrid: primeiro carro campeão da nova era turbo da categoria, o bólido que deu o segundo título mundial para Lewis Hamilton conquistou 16 das 19 corridas de 2014, sendo pole em 18 das 19 etapas - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W05 Hybrid: primeiro carro campeão da nova era turbo da categoria, o bólido que deu o segundo título mundial para Lewis Hamilton conquistou 16 das 19 corridas de 2014, sendo pole em 18 das 19 etapas - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W06 Hybrid: carro vencedor de 2015, deu o terceiro título de pilotos ao inglês Lewis Hamilton, o W06 foi tão dominante que conseguiu 16 vitórias em 19 etapas e 18 poles - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W06 Hybrid: carro vencedor de 2015, deu o terceiro título de pilotos ao inglês Lewis Hamilton, o W06 foi tão dominante que conseguiu 16 vitórias em 19 etapas e 18 poles - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY - Foto: nhayashida via VisualHunt.com / CC BY/Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W07: deu o título de 2016 a Nico Rosberg, vencendo 19 das 21 etapas daquele ano - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação /Garagem 360/ND

Mercedes-Benz F1 W07: deu o título de 2016 a Nico Rosberg, vencendo 19 das 21 etapas daquele ano - Foto: Divulgação - Foto: Divulgação /Garagem 360/ND

Mais Conteúdo