Koerich muda sua marca, mas consolida o reconhecimento a sua gente

Divulgação/ND

Antônio Koerich com os filhos Sérgio e Ronaldo e sua mulher Ony, em momento de confraternização 

Lição

O empresário Antônio Koerich com os filhos Sérgio e Ronaldo e os netos Rafael e Eduardo, em visita ao Grupo RIC para apresentação da nova marca e slogan da empresa, em sua fala deu exemplo de humildade e sabedoria, princípios que conduziram ao sucesso e consolidação da uma organização que completa 60 anos e chega à terceira geração na administração, aceitando o novo, mas mantendo a tradição de inspirar pessoas, acreditar no potencial humano e reconhecer a nossa gente.

Angelo Santos/Divulgação/ND

A DJ Fernanda Riffel e André Werneck, entre uma música e outra, um tempo para curtir a dois

Feira da Esperança

A 29ª Feira da Esperança será realizada paralela à realização do Festival Mundial da Paz, de 23 a 25 de setembro. O valor arrecadado no estacionamento do Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, novo endereço do evento, este ano também será direcionado para a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Florianópolis. A diretoria e voluntários estão empenhados na produção da feira, que será lançada no próximo dia 30.

Vanessa e Fabricia Pinho/Divulgação/ND

Daniela Fraga comemorou troca de idade entre amigas e família

Debate

Este mês a Lei Maria da Penha completa 10 anos. O assunto é tema de discussão na mídia e nas redes sociais. Mas a conclusão é uma só: a lei trouxe avanços, mas a cultura da violência contra a mulher persiste. Mulheres de todas as classes sociais continuam vítimas de seus algozes, por acomodação ou por motivos que só a psicologia explica: elas tem sempre uma esperança de que o companheiro possa mudar de comportamento. Por esse motivo ficam caladas, não denunciam. A realidade é que as estatísticas revelam que o número de vítimas só aumenta.

Divulgação/ND

A empresária Thalyta Ern recebeu Troféu das Poderosas das mãos do ator Raphael Sander

Briga

A situação é antiga, mas agora está fugindo do controle. Camelôs e vendedores ambulantes ocupam cada vez mais nossas ruas e calçadas. Estão cada vez mais ousados, conseguindo burlar a fiscalização, que não consegue conter este comércio irregular. É uma situação injusta para quem tem comércio estabelecido. Os comerciantes pagam impostos, mantém empregos, geram renda e fazem a economia girar. Fartos desta situação, a CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas e mais 12 entidades estão recorrendo ao Ministério Público de SC.

Ângelo Santos/Divulgação/ND 

Julia Werle (à esq.), Lívia Cunha e Isadora Sfoffel (à dir.), trio de belas em noite de festa em badalado reduto na Ilha

#Instantâneas

Os amigos Jamil Nicolau e Liana do Vale Pereira fugiram do frio e estão curtindo férias, nas paradisíacas Ilhas Gregas.

Encerram hoje as matrículas para o curso técnico em Hospedagem, na secretaria do CEDUP (Centro de Educação Profissional Dr. Jorge Lacerda) São 25 vagas oferecidas para o curso de um ano reconhecido pela Secretaria de Estado da Educação.

Mais Conteúdo