Cuidado com o que você fala

Hoje, com essa onda de processar o próximo por qualquer coisa, não é bom facilitar. Você abre a boca e vupt, daí a uns dias recebe uma intimação. Aliás, tudo começou quando os descendentes de Platão resolveram cobrar direitos pelo uso da expressão “amor platônico”. Foram seguidos pelos herdeiros do poeta Dante – aquele que passeou pelos infernos – que proibiram a livre utilização do termo “cena dantesca”.

E agora, como é que fica nosso vocabulário, se resolverem interditar o uso de algumas palavras, propriedades de herdeiros? Ainda mais que alguns termos já se acostumaram a andar agarradinhos com outros, de um jeito que ninguém desgruda: calor senegalesco, plano mirabolante…

Quando você quiser mostrar erudição e organizar um “jantar pantagruélico” terá que pingar uns trocados no cofre dos tetranetos de Rabelais. Se realizar uma “fuga rocambolesca” (do herói Rocambole, e não da torta do mesmo nome), dinheiro na mão dos herdeiros de Ponson du Terrail. Se gosta de criticar as “definições acacianas” de seu cunhado, evite que isso seja do conhecimento dos familiares de Eça de Queiroz. Quando comentar que determinado presente recebido é um cavalo de Troia, espere uma intimação dos descendentes do poeta Homero, autor da Ilíada.

Se você é do tempo das antigas e chama as trintonas de seu círculo de “minhas belas balzaquianas”, sinta o peso jurídico da estirpe atual de Honoré de Balzac, aquele que deitou no papel (e quem sabe na cama) os encantos da mulher de 30 anos. Se acha que foi vítima de um plano maquiavélico, guarde isso para si, a fim de não aumentar suas desventuras com um novo processo, vindo dos descendentes de Maquiavel.

Ao pedir seu lanche, olhe bem para os lados antes de declinar o nome “sanduíche”, propriedade dos herdeiros do Conde de Sandwich, inventor desse tipo de alimento, impossibilitado de levantar-se da mesa de jogo para as refeições. Se você costuma falar em sadomasoquismo, prepare-se: o processo virá por dois lados – dos parentes do Marquês de Sade e de Sacher Masoch.

Se você se vangloria de haver feito um gol de chaleira (ou de charles, como se dizia), naquele jogo entre solteiros e casados, fuja dos herdeiros de Charles Milller, o introdutor do futebol no país.

Mas se utilizou alguma vez o termo “decisão salomônica”, é possível que você ainda escape de um desagradável processo, uma vez que os direitos sobre o Velho Testamento devem ter caducado. Só tome cuidado se você costuma abusar da expressão “Ai, meu Deus”…

Mais Conteúdo