Luiz Carlos Prates

Formado em psicologia, Luiz Carlos Prates nasceu em Santiago, no Rio Grande do Sul, e pratica o jornalismo há 58 anos. Homem de posicionamento, perspicácia e ponto de vista diferenciado, ele tece comentários provocativos, polêmicos e irreverentes, abordando os fatos do dia a dia e pautas voltadas a comportamento.

“0 homem nasce bom, a sociedade o corrompe”. Será?

Um dia, um pacóvio disse que “o homem nasce bom, a sociedade o corrompe”. Antes de tudo, o tolo não se deu conta de que disse uma formidável estupidez, a estupidez de chamar de “homem” aos seres humanos como um todo, homens e mulheres. Negativo. Na vida há homens e mulheres, sem essa de o substantivo homem servir para os dois sexos. Só o que faltava…

Lembrei dessa frase de o ser humano nascer bom e a sociedade transformá-lo em mau em razão de ter acabado de ler uma outra frase, tão decepcionante quanto uma fraude. Já digo dessa frase, antes vou dizer ainda que quem disse que o ser humano nasce bom e a sociedade o corrompe, ignorou que o ser humano nasce mau, nasce “ladrão”. E para resumir essa ideia, observe uma criança na primeira infância. Ela vai passando a mão em tudo, pega como se fosse dela, faz o uso que bem entender se… se não for duramente disciplinada. A criança não tem e não terá limites se não for controlada, disciplinada pela… “sociedade”. A sociedade a educa, não a transforma em má… O parvo da frase lá de cima não sabia disso? Bobão ou ingênuo…

Mas a frase que acabei de ler, e que me fez lembrar dessa outra de que já me esgotei de tanto falar, chegou-nos de um legado de Thomas Fuller, (1608-1661) religioso e escritor britânico.  Fuller devia ter muitas razões para dizer que – “A honestidade é uma linda joia, mas está fora de moda”. Pô, o cara disse isso lá nos inícios do século 17, faz tempo, e a honestidade já estava fora de moda? O ser humano não presta, essa é a verdade. A nossa única chance de sobrevida é uma ordem legal, uma aplicação de lei penal a quem de direito e incondicional.

O abobado que disse que “o homem’ nasce bom, mas a sociedade o corrompe, não sabia da missa a metade. Ou queria fazer média religiosa… O que pretendo com toda esta cantilena? Que temos que bater fortemente o martelo da disciplina para colocar nos eixos desde o início as crianças. Elas não nascem boas, pelo contrário… Dureza com elas, será para o bem delas. Bah, e dizer que a honestidade já estava fora de moda lá por 1600 e pouco… Credo.

RICOS

Vendo Cidade Alerta, da Record/TV, vi imagens da favela de Paraisópolis, SP, e o apresentador Luiz Bacci dizendo que – “Aqui nesta favela se concentra o maior tráfico da droga consumida pelos ricos da cidade de São Paulo”. Ricos consumindo drogas? Esses pestilentos são os típicos sepulcros caiados a quem o Cristo se referiu, sem dúvida. E são esses ricos vagabundos (lá e aqui) os que mais reclamam da violência dos traficantes. Ordinários.

FALTA DIZER

Rogo a pior praga para quem cria cães para a reprodução e venda. E não desejo menos para quem compra esses cãezinhos. Quem diz que gosta de bichos e “compra” um bichinho mostra quem é: um péssimo caráter, insensível ao sofrimento dos animaizinhos. Ardam!…

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo

Luiz Carlos Prates

Americanos pesquisam tudo. Já descobriram, por exemplo, que 94% das mulheres não se gostam quando se veem no […]

Luiz Carlos Prates

Nem toda repetição é ruim, afinal, a repetição é a mãe do aprendizado. A repetição do que é […]

Luiz Carlos Prates

Conheço muitas pessoas bonitas, lindas mesmo… Por fora. Abrem a boca e se revelam toscas, grosseiras, sem graça, […]

Luiz Carlos Prates

Faz pouco, estava sentado, os olhos voltados para o nada e os dedos da mão esquerda tamborilando no […]