Marcos Cardoso

A sociedade da Grande Florianópolis, os eventos culturais e as tradições da região analisadas pelo experiente jornalista Marcos Cardoso.

Carnaval 2020 é na RIC!

Da esq. para dir.: Rolf Krueger, Marcello Corrêa Petrelli, Fábio Botelho e Gean Loureiro – Foto: Anderson Coelho/ND

O presidente executivo, Marcello Corrêa Petrelli, e diretores do Grupo RIC SC receberam nesta segunda-feira (4) o prefeito Gean Loureiro; o presidente da Liesf (Liga das Escolas de Samba de Florianópolis), Fábio Botelho; o diretor da RK Entretenimento, Rolf Krueger; além de presidentes, vice-presidentes e diretores das agremiações para um almoço no salão de eventos da empresa.

Na ocasião, foi assinado o contrato que garante o retorno da transmissão estadual do desfile das escolas de samba da Capital, em 2020, para a rede de comunicação que hoje é a maior produtora de conteúdo regional do Brasil. Mão na luva.

Todos os veículos do grupo farão a cobertura antes, durante e depois da folia de Momo, dando visibilidade não só em Santa Catarina, mas projetando-a para todo o país e exterior por meio do portal ND+, que será alimentado com reportagens, fotos e vídeos, diariamente.

No evento descontraído pela corte e pela bateria show da Consulado, o tom foi de fortalecimento do nosso Carnaval e confiança na parceria público-privada como meio de viabilizá-lo.

O prefeito Gean citou como exemplo a Arena Central, na avenida Paulo Fontes, cujo valor pago pela empresa vencedora da licitação, a RK Entretenimento, financia os blocos carnavalescos nos bairros, expandindo o apoio oficial à manifestação da cultura popular comum em todos os cantos da cidade, sem onerar os cofres públicos.

Para Petrelli, o objetivo da RIC é “mostrar como se faz o Carnaval e ajudar a se profissionalizar, a ser independente” – mensagem reforçada pelo diretor regional da RIC em Florianópolis, Roberto Bertolin: “tornar o Carnaval ainda maior e autossustentável”.

Segundo Botelho, que está terminando seu biênio frente à Liesf e entregará seu último Carnaval com a “casa arrumada”, Florianópolis já é modelo de gestão. “Dezessete capitais cancelaram a festa”.

Os representantes das escolas saíram confiantes de que, novamente, a passarela Nego Quirido viverá um grande espetáculo em 2020. “Não tenho dúvidas de que será o melhor Carnaval dos últimos anos”, concluiu o prefeito.

Brinde: o músico e maestro André Calibrina, autor de marchinhas de Carnaval, como a chiclete “Marchinha do Mané” (“Ó lhó lhó lhó lhó. Sou manezinho mas não sou nenhum bocó”), foi anunciado como um dos comentaristas que estarão na Nego Quirido. Só melhora.

Mais Conteúdo