Marcos Cardoso

A sociedade da Grande Florianópolis, os eventos culturais e as tradições da região analisadas pelo experiente jornalista Marcos Cardoso.

Notas: Largo da Alfândega pichado / São Paulo esvaziada / Florianópolis para os manezinhos

Atualizado

Quando o Largo da Alfândega foi reinaugurado em fevereiro, após as obras de revitalização, comentei que, a partir de então, seria preciso cuidado (do povo e do poder público) e segurança. Lugares limpos e novos fazem saltar os olhos dos infratores. A psicologia deve explicar. Já no primeiro dia, skatistas manobravam sobre o piso e os bancos abaixo do teto rendado. Agora, ganhou uma nada linda pichação. A arte é transgressora por natureza, mas aquilo é crime.

***

Katia e Demósthenes Dimatos chegaram domingo (15) de São Paulo, onde ele participou do Simpósio Interamericano de Otorrinolaringologia Pediátrica, que teve até uma das palestras dedicadas ao coronavírus. Impressionante as imagens que ela gravou com o telefone celular em shoppings e restaurantes normalmente supermovimentados: às moscas. Ontem (17), o prefeito Bruno Covas decretou estado de emergência. Parece que vivemos num filme de ficção.

***

Passada a alta temporada de verão, o manezinho volta a ter a sensação de que a cidade é sua. Agora, com o trânsito menos engarrafado, espaço nas areias – e nos estacionamentos – das praias, preços em queda e o calorzinho de fim de estação sem a inclemência do sol, fica mais fácil curtir o próprio “quintal”. Mas vai ser nos fundos de casa mesmo. Santa Catarina também decretou estado de emergência, a princípio, por uma semana, proibindo aglomerações. A próxima leva de turistas viria do Uruguai, que promove a tradicional Semana do Turismo antes da Páscoa e, para nossa sorte, é um pessoal bem civilizado. Porém, até lá, ninguém mais sabe o que vai acontecer. As fronteiras estão sendo fechadas.

Mais Conteúdo