Ele é o cara

“Eu tenho a força!” Depois de ganhar a “briga” interna e vencer disputa no diretório do partido, mantendo poder no comando da sigla, senador Luiz Henrique também venceu a votação que decidiu por manter apoio ao governador Raimundo Colombo (PSD). Essa evidente demonstração de poder está fazendo com que ele continue em alta nas especulações sobre a sucessão estadual. Como já demonstrou não estar nada satisfeito com a aproximação do governador com o PP de Esperidião Amin, Luiz Henrique pode levar o PMDB a desembarcar da aliança que mantém com Colombo. Neste caso, ele próprio seria o candidato a governador.

Até tu Mariani
Para unificar e fortalecer o partido no Estado, peemedebistas próximos a Luiz Henrique já estariam alertando que o senador pode, inclusive, incentivar a candidatura de Mauro Mariani ao Executivo estadual. Mais que isso: o PMDB poderia estar ensaiando uma aliança que por certo balançaria o quadro sucessório catarinense. Os tucanos estariam próximos. Se o presidente do diretório em Joinville é desafeto, o pré-candidato Paulo Bauer, não.
 
 
Cara a cara
Muito criticado nas redes sociais, nos bastidores da Câmara e até em setores da Prefeitura e de seu próprio partido, o vereador João Carlos Gonçalves (PMDB) segue firme em sua determinação de se tornar deputado estadual este ano. A seu favor, algumas pesquisas que são realizadas aleatoriamente e o colocam com certo destaque no mercado eleitoral Norte catarinense. Hoje, às 10h30, na Sociedade Dallas, no Fátima, ele presta contas de seu mandato.
 

Sabrina Seibel/CVJ/Arquivo/ND

Evidência. Mais um exemplo claro de como o prefeito Udo Döhler (PMDB) tem ampla maioria no Legislativo, mas conta com base fraca no confronto com a oposição, foi dado esta semana. Acuado por centenas de servidores grevistas nas galerias da Casa, mas demonstrando pretensa coragem e sem temor de vaias, Cláudio Aragão (PMDB) foi à tribuna tecer comentários sobre a greve. Nas primeiras vaias vindas da plateia, o vereador disse em alto e bom som que se o silêncio não imperasse no local, reivindicaria da Mesa Diretora o imediato encerramento da sessão. Ora, encerrar a sessão, com o consequente trancamento de pauta, era tudo o que os grevistas pleiteavam. A falta de cacoete político para situações do gênero mostram que o prefeito tem maioria numérica, mas minoria intelectual na Câmara.

 
EM ALTA
Ádria Santos. Paratleta exemplar, ela está virando uma grife no meio esportivo joinvilense. Neste domingo, marca sua trajetória de vitórias, com realização de corrida que leva seu nome.

EM BAIXA
Kennedy Nunes. Deputado disse que não estava em Joinville para dar entrevista à RICTV Record sobre a situação da insegurança na cidade, mas concedeu entrevista ao vivo, na quarta, ao “Breakfast” na Rádio Jovem Pan FM e Cultura AM.
 

Infidelidade
A campanha eleitoral não começou ainda, mas o festival de situações que se acumula no interior dos partidos, colocando em xeque o entrosamento de candidatos e seus “soldados”, já é notável. Deputado estadual Kennedy Nunes (PSD) revelou que somente dois vereadores vêm mantendo posição de destaque em Joinville, durante o imbróglio da greve dos servidores: Maycon Cesar (PPS) e Adilson Mariani (PT). Não citou e se mostrou insatisfeito com a performance de seus colegas de sigla. No ninho tucano, o mesmo ocorre em relação ao deputado federal Marco Tebaldi e os vereadores peessedebistas, muito próximos de Udo Döhler.
 

Gota no oceano
Em meio a um mar de notícias ruins, a saúde pública de Joinville teve, durante a semana, pelo menos um dado positivo. A Secretaria de Estado da Saúde entregou o primeiro de três equipamentos de telediagnóstico em dermatologia. O serviço disponibiliza em até 72 horas laudos dermatológicos à distância. Na prática, o sistema possibilita ao paciente, dependendo do caso, receber tratamento na rede básica de saúde do seu município, em vez de ser encaminhado a um especialista em outra cidade.
 

 
Diretas

– Balneário Barra do Sul ganhou estação meteorológica esta semana. Foi a oitava do gênero na área de abrangência da SDR de Joinville. No Estado, sistema Epagri/Ciram passa a contar com 300 unidades.

– Vai passar a ser ponto comum em propostas de governo em São Francisco do Sul a revitalização do centro histórico. Literalmente esquecido, principalmente em fins de semana.

– E a duplicação da BR-280? Nem com a mão forte da presidente Dilma a obra sai.

– Grande maioria das empresas privadas vai liberar funcionários uma hora antes dos jogos do Brasil na Copa. Já na parte pública, liberação deve acontecer duas horas antes. Empresas de ônibus já preparam para intensificar linhas a partir destes horários.

– Faltou o mapinha. Antes de fazer as mudanças na Albano Schmidt, não custava nada a Prefeitura providenciar panfletagem para a população dos bairros diretamente envolvidos nas alterações. Evitaria transtornos.

Mais Conteúdo