Comércio do Estado registra o segundo maior crescimento do país em novembro

O IBGE divulgou nesta terça-feira (10/1) o resultado  da Pesquisa Mensal de Comércio relativa ao mês de novembro. Santa Catarina teve o segundo maior crescimento no volume de vendas no mês de promoções da Black Friday do país. Em novembro de 2016 o varejo catarinense vendeu 4,2% mais do que em novembro de 2015 segundo o IBGE. Como nesta semana a pesquisa conjunta da Fecomércio/SC e da FCDL/SC sobre o Natal mostrou que as vendas na data caíram 9% na comparação anual, é possível concluir que o consumidor catarinense antecipou as compras em novembro procurando aproveitar as ofertas do mês.

Quando se compara as vendas do varejo do Estado de novembro com o mês anterior, outubro, também foi registrado crescimento, agora da ordem de 2,9%. Este foi o quarto melhor resultado do país, atrás apenas do Tocantins, da Paraíba e de Roraima, e acima da média nacional de crescimento de 2% na comparação mensal. Na comparação anual, Santa Catarina só ficou atrás da Paraíba em crescimento do varejo em novembro – enquanto SC cresceu 4,2%, na média do país o varejo teve retração de 3,5%.

Ainda que tenha tido melhora em novembro, o comércio do Estado registrou no acumulado do ano entre janeiro e novembro de 2016 uma retração de 5,85% em relação ao mesmo período de 2015. Analisando mais detalhadamente todos os segmentos que compõe a Pesquisa Mensal de Comércio do IBGE, podemos observar onde o varejo catarinense melhorou em novembro de 2016.

O segmento de eletrodomésticos foi o segundo que mais cresceu em volume de vendas e o terceiro melhor resultado em receita nominal no mês com Black Friday - Arquivo/ND
O segmento de eletrodomésticos foi o segundo que mais cresceu em volume de vendas e o terceiro melhor resultado em receita nominal em Santa Catarina no mês com Black Friday – Arquivo/ND

O segmento que mais cresceu na comparação com novembro do ano anterior foi o de artigos de uso pessoal e doméstico variados, com aumento no volume de vendas de 14,1%. Em seguida aparecem com crescimentos expressivos o segmento de eletrodomésticos, com aumento de 10%, e o de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação com aumento de 9,1%.

Venderam mais na comparação anual os hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com crescimento de 4,5%; e os artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos, com pequena elevação de 0,3%. Entre os segmentos que tiveram resultados ruins em novembro, comparando com o mesmo mês de 2015, destaque para o de livros, jornais, revistas e papelaria, com queda nas vendas de 17,3%, e o de móveis, com retração de 13%; seguidos em menor escala pelos segmentos de tecidos, vestuário e calçados, com queda de 0,8%; de combustíveis e lubrificantes, com retração de 0,6%.

Em relação ao faturamento do setor, o comércio varejista de Santa Catarina registrou aumento de 11,6% em novembro de 2016 na comparação com o mesmo mês de 2015 – o segundo melhor resultado do país nesta comparação. No ano, segundo o IBGE, até novembro o setor registrou receita nominal 5,5% maior do que em 2015. Os maiores crescimentos em novembro na comparação anual em receita nominal foram registrados pelos segmentos de artigos de uso pessoal e doméstico (+20,9%), equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (+18,8%), eletrodomésticos (+15,7%) e hipermercados e supermercados (+14,7%).

Mais Conteúdo