Pão & Vinho

Conheça os tipos de vinho, as características de cada um, as maneiras de harmonizar a bebida com as mais variadas refeições.

Coluna Pão & Vinho: Santa Catarina brilha na Grande Prova de Vinhos do Brasil

Os vinhos de Santa Catarina fizeram bonito na 7ª. Edição da Grande Prova de Vinhos do Brasil, realizada no final de agosto, no Rio de Janeiro. Três vinhos das altitudes catarinenses conquistaram a premiação máxima, na maior avaliação de rótulos brasileiros disponíveis no mercado. Foram campeões em suas categorias os vinhos Kranz Malbec 2010, de Treze Tílias; Leone de Venezia Garganega 2017 e o D’Alture Merlot 2012, ambos de São Joaquim. Santa Catarina conquistou ainda quatro best buy e, no total, arrematou 34 medalhes de ouro, entre rótulos de vinhos e sucos.

O Kranz Malbec 2010 venceu a disputa na categoria “Tintos Outras Castas”. Essa categoria foi reservada a vinhos de uvas novas no Brasil. O Leone di Venezia Garganega 2017 conquistou a vitória na categoria “Branco de Outras Castas e Cortes”. Já o D’Altura Merlot 2012 ganhou na categoria “Tinto de Merlot”. Como houve empate, o prêmio foi dividido com o vinho Monte Paschoal Reserva Merlot 2013, da vinícola gaúcha Basso.

                                                                                                                               

Quatro vinhos de Santa Catarina foram classificados como Best Buy, vinhos abaixo de R$ 50 com excelente relação preço/qualidade. Foram eles: o espumante Kranz Moscatel, da vinícola Kranz; o espumante brut branco Charmat da Vinícola Panceri, de Tangará, no Meio Oeste; o San Michele Cabernet Sauvignon Riserva 2015, de Rodeio, no Médio Vale do Itajaí, e o Kranz Omertà Cabernet Sauvignon 2013, outro vinho premiado da empresa de Treze Tílias que, sozinha, levou 10 medalhas de ouro com seus produtos.

Santa Catarina ficou em segundo lugar no ranking geral dos estados premiados na Grande Prova de Vinhos do Brasil deste ano, atrás apenas do Rio Grande do Sul.

Participaram do evento vinícolas também dos estados do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Pernambuco.  Foram 117 empresas, que enviaram 920 amostras para a avaliação, sendo 872 rótulos de vinhos e 48 de sucos de uva. As amostras foram avaliadas por um juri internacional de 24 profissionais, entre enólogos, sommeliers, professores e consultores de vinhos.

A Grande Prova de Vinhos do Brasil é organizada pelo Grupo Baco, com o apoio do Ibravin e diversas outras entidades. Marcelo Copello, um dos organizadores do evento, afirma que o resultado mostra a evolução da enologia brasileira. “Temos vinhos mais bem elaborados e isso foi comprovado com um número muito baixo de vinhos eliminados por defeito, menos de 2%”, comenta. Sérgio Queiroz, também diretor do Grupo Baco, destaca o grande número de best buy na avaliação (67 ao todo): “E ainda dizem que o vinho brasileiro é caro”.

A premiação acontecerá no próximo dia 28, em Bento Gonçalves – RS, durante a Wine South América – Feira Internacional do Vinho.

Veja os outros vinhos catarinenses premiados com medalhas de ouro:

Espumante Hermann Lírica

Espumante Hermann Lírica Crua

Suzin Sauvignon Blanc 2018

Suzin Cabernet Sauvignon 2012

Suzin Cabernet Sauvignon 2013

Suzin Merlot 2014

Suzin Reserva Pinot Noir 2017

Villaggio Grando Cabernet Sauvignon 2011

Villaggio Grando Merlot 2014

Villaggio Grando Innominabile Lote VI

Casa del Nono Privilège Cabernet Sauvignon 2011

Kranz Malbec 2011

Kranz Cabernet Sauvignon 2008

Kranz Cabernet Sauvignon 2009

Kranz Cabernet Sauvingnon 2011

Kranz Cabernet Sauvignon 2012

Leone di Venezia Montepulciano 2016

San Michele Tridentum Teroldego 2015

San Michele Barone Nebiollo 2016

San Michele Altitude 1100 Reserva 2016

San Michele Maso Alto 2015

Villa Francioni 2011

Villa Francioni Francesco 2013

Villa Francioni Rosé 2017

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo