Pão & Vinho

Conheça os tipos de vinho, as características de cada um, as maneiras de harmonizar a bebida com as mais variadas refeições.

Conheça os estilos de vinhos que combinam com ostras

Vinhos e ostras combinam muito bem. E não há um único vinho para acompanhar ostras. Até porque não há uma única maneira de preparar e servir o molusco. Vários vinhos podem combinar com ostras, in natura ou em outros preparos. A Fenaostra, que acontece em Florianópolis, é um ótimo espaço para conferir isso.

As ostras trazem o gosto da água do mar. Os diferentes índices de salinidade da água alteram o sabor das ostras, de lugar para lugar. As ostras do sul da Ilha de Florianópolis têm aromas de pepino, melancia, notas metálicas e um delicado toque de salinidade no paladar. Ao consumir uma ostra in natura, é importante valorizar esse sabor e aromaticidade. Vinhos brancos, frescos e sápidos, com bom teor alcoólico, são perfeitos, nesse caso.

Há uma cultura mundial de combinar vinhos com Champagne ou espumante. São vinhos frescos e frutados.  E têm gás carbônico ou perlage, que faz salivar e ajuda a limpar o paladar. Sem dúvida, é muito gostoso.

Ostras in natura são suculentas. Quando mastigadas, provocam a salivação e aumentam a suculência em boca. O bom teor alcoólico do vinho tem a função, nesse caso, de secar a boca e enxugar a suculência intrínseca do produto e a suculência induzida pela mastigação.

Espumantes fazem salivar. Eles ampliam a suculência em boca, quando combinados com ostras. O aumento da suculência complica um pouco a limpeza do paladar pelo álcool dos espumantes. Por isso, tecnicamente falando, eles não são os vinhos mais indicados para servir com ostras. Apesar de ser uma prática e tradição.

Brancos tranquilos são vinhos mais sinérgicos com ostras, sob o ponto de vista técnico. Uma acidez equilibrada provoca a salivação na medida certa para limpar e o bom teor alcoólico enxuga o paladar.

Os vinhos

O francês Chablis é sempre lembrado no casamento com ostras. Esse vinho traz tem mineralidade e aromaticidade que combinam com ostras. Chablis é feito de Chardonnay. Os vinhos de Chardonnay elaborados em outras regiões também são deliciosos com ostras. Inclusive os bons Chardonnays das altitudes catarinenses. O Sauvignon Blanc do estado também é ótimo parceiros para os moluscos.

Brancos do Vale do Loire, das uvas Chenin Blanc e Muscadet, são deliciosos com ostras. São vinhos minerais, sápidos e frescos. Vale o mesmo para os Alvarinhos portugueses e Albariños espanhóis. Para citar alguns.

Ostras gratinadas e outros preparos

Tudo muda quando entram em cena as ostras gratinadas. Elas têm sabor mais intenso e textura diferente das ostras in natura. Perdem a suculência, no cozimento, e ganham untuosidade e gordura (vindas do molho branco feito com manteiga, creme de leite e queijo).

Brancos com passagem por barricas são melhores para acompanhar ostras gratinadas. Têm mais estrutura e complexidade. Entre eles, vinhos de Chardonnay, Encruzado, Macabeo e Vernaccia.

Ostras com ervas, raspas de limão e vegetais vão bem com Sauvignon Blanc, Riesling e Pinot Grigio, por exemplo. Preparadas com especiarias como o gengibre, combinam com vinhos aromáticos, como o Gewürztraminer e Torrontés.

Vinhos rosados podem ser combinados com ostras in natura. São frescos e florais e não agridem a delicadeza do molusco cru.

Tintos são difíceis com ostras. Os taninos, combinados com o iodo e a salinidade dos moluscos, podem metalizar e levar um gosto desagradável ao paladar. É melhor evitá-los.

Veja dois vinhos que podem ser combinados com ostras:

Nubio Sauvignon Blanc 2015 – Sanjo – São Joaquim – SC

100% Sauvignon Blanc – Cor amarelo palha com reflexos esverdeados. Aromas de frutas brancas e cítricas, maracujá, limão siciliano, toques herbáceos de grama cortada, floral. Paladar frutado, deliciosa acidez, bom corpo e boa intensidade. Ótimo com ostra in natura (Essen Vinhos).

Dona Fátima 2013 – Manzwine – Vinho Regional Lisboa – Portugal

100% Jampal. Passagem de seis meses por barricas de carvalho francês. Cor amarelo dourado. Aromas de frutas maduras, pêssegos, notas de especiarias doces, baunilha, toques de madeira, amendoado, mineral. Boca fresca, com gostosa acidez, sápido, untuoso, bom corpo. Ótimo com ostras gratinadas (All Wine).

Mais conteúdo sobre

Mais Conteúdo