Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.

CPI começa a revelar os trâmites na compra dos respiradores

Atualizado

No primeiro dia de depoimentos ficou marcante a declaração do ex-secretário da Saúde de Biguacu, Leandro de Barros, que é próximo ao ex-chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Douglas Borba, dizendo que entrou no processo após o pagamento e achou estranho o depósito antecipado no valor de R$ 33 milhões, pois a empresa não fez essa exigência ao governo. E o responsável pela ordem de pagamento foi o então secretário de Estado da Saúde Helton de Souza Zeferino, que quando foi denunciada essa compra carregada de suspeitas, tanto ele como o governador Moisés se mostraram surpresos com o pagamento à vista. Pois é, a verdade começa a aparecer. Em conversa com os ex-governadores Raimundo Colombo e Eduardo Pinho Moreira ambos afirmaram que nunca fizeram pagamentos antecipados e que acima de R$ 500 mil deveriam passar pelo crivo do governador.

Mais Conteúdo