Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.

Deputados pedem o afastamento do atual secretário da Saúde, André Ribeiro

Atualizado

Por unanimidade os deputados da Comissão Especial de Acompanhamento de Gastos Públicos aprovaram um requerimento solicitando o afastamento do atual secretário da Saúde, André Mota Ribeiro, que respondia anteriormente como adjunto do ex-secretário Helton Zeferino, exonerado por envolvimento da compra suspeita de respiradores.

Médico com pós-graduação em administração hospitalar, André Mota Ribeiro assumiu a Secretaria de Estado da Saúde após a saída de Helton Zeferino – Foto: Doia Cercal / Secom / Divulgação/ND

Ribeiro, segundo documento apresentado pelo deputado Milton Hobus (PSD), assinou um comunicado interno pedindo que os respiradores, aqueles de R$ 33 milhões, fossem adquiridos da mesma importadora, que acabou sendo contratada.

“Esse documento é muito grave porque o atual secretário, André Mota, recebeu, foi avisado que a empresa não iria fornecer os ventiladores e, mesmo assim, o pagamento foi feito neste mesmo dia, 2 de abril. Depois de ter feito o pagamento, nenhuma medida foi tomada pelo governo, seja pelo atual ou o ex-secretário Helton Zeferino…ou o governador Carlos Moisés.” Hobus criticou a postura do governo que ficou no paz e amor, e não fez nada.

Mais uma reação vinda do Parlamento enquanto o governador Moisés se mantém omisso e apático, colocando cadeado depois que a porta foi arrombada. Foi alertado e nada fez.

Inclusive, ontem comentei no NDNotícias, mais uma vez, que o secretário atual tinha suas digitais na compra dos respiradores. E o governador não toma providências, fica como se fosse cúmplice de uma situação que diz condenar.

Mais Conteúdo