Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.

Era só o que faltava

Em reunião de líderes nesta segunda -feira em Brasília ficou definido que não haverá recesso no Congresso em julho. Um grupo de parlamentares defendeu o recesso como meio de participar com mais atuação nas bases, o que se caracterizou como improdutivo considerando que a pandemia está exigindo uma presença mais atuante e ágil, isso sim, no Parlamento. Prevaleceu o bom senso.

Mais Conteúdo