Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.

Moises absoluto no PSL

Enquanto o Congresso se movimenta em torno de importantes projetos entre eles a prisão em segunda instância e também o pacote anticrime, no Planalto o presidente Bolsonaro assinou o documento de desfiliação do PSL. Uma via foi encaminhada a Justiça Eleitoral no Rio de Janeiro e a outra para a diretoria do partido. Na quinta-feira, agora Bolsonaro lança em Brasília seu novo partido denominado de Aliança Pelo Brasil. A expectativa é de que cerca de 30 políticos do PSL sigam o presidente. Por aqui toda a bancada estadual se manifestou favorável a mudança de sigla, embora alguns deles defendam maior segurança jurídica, evitando perder o mandato. Quem deixou claro que não sairia do PSL foi o governador Moises. Pensando bem ele tira de sua convivência parlamentares em descompasso com sua administração. Fica absoluto no controle da sigla em Santa Catarina e sem vínculos partidários inclusive com o presidente. Agora só dependerá do governador fortalecer a sigla tendo por sustentação sua administração. Até porque o PSL passou a existir de fato atrelado diretamente a Bolsonaro, que elegeu todos que estão por ai.

Mais Conteúdo