Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.

Prender ou não, eis a questão

Atualizado

O Brasil começou esta semana a discutir novamente se réu deve ser preso ou não. Deu pra entender. Difícil. Mas o STF depois de votações apertadas retoma o tema na quinta -feira sobre a validade de prisões de condenados em Segunda Instância. Ou seja, uma pessoas comete um crime é condenada por um juiz, posteriormente por um colegiado formado por três desembargadores e pode permanecer livre , pois tem mais duas instâncias a perseguir. Quando foram presos corruptos como Lula, José Dirceu e cia, obra da Lava Jato , houve todo o tipo de reação para alimentar a impunidade. Agora o STF de repente poderá voltar atrás e manter livres os condenados em Segunda Instância. E isso beneficiará os maiores interessados , que todos conhecemos. Para amenizar de repente uma decisão torta vão manter presos criminosos perigosos, como se corrupto não fosse perigoso. De repente são responsáveis diretos pelo avanço desenfreado da criminalidade. E o Congresso também reagiu, mas atrasado. Vai debater e colocar em prioridade uma PEC que mantenha a prisão em Segunda Instância. Só que isso demora muito. Deveria colocar o tema em discussão desde 2016. Mas ….ou seja estamos no meio de um decisão se condenado deve ser preso. A maior punição de um criminoso e ficar atrás das grades, aqui se discute se isso deve ocorrer ou não, na máxima de que o crime compensa.

Mais Conteúdo