Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.

Tem mais de cinco mil condenados soltos no Estado

Atualizado

A prisão em segunda instância rompe com o sentimento de que, de repente, o crime compensa sustentado inclusive pelas leis.

Solicitei na semana passada ao jornalista Fabricio da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça um levantamento sobre a situação em Santa Catarina dos Mandados de Prisão Ativa, ou seja, prisão decorrente de sentença definitiva, transitada em julgado. Recebi hoje. É o que vem sendo colocado no STF com forte tendência de não aprovar prisão em segunda instância, só em transito em julgado. Passa por todas essas etapas, e lá no final se definitivamente condenado, daí sim vai preso. Mas não é bem assim: Aqui em Santa Catarina, o número é estarrecedor.

Existem 5.433 mandados de prisão, sendo que 573 tratam de recaptura. Ou seja, tem 5.433 condenados em última instância, soltos pelo Estado. Livres. Não querem prender em segunda instância e não conseguem prender em última instancia. E por que não estão atrás das grades? As razões são múltiplas entre elas a de que a polícia ainda não encontrou o condenado ou ainda não foi atrás devido a falta de estrutura. Durma com essa, são mais de cinco mil pessoas que cometeram algum crime e foram condenadas e estão soltas…aqui em Santa Catarina. Imagina no Brasil.

Mais Conteúdo