Rota de Férias

Blog prático para viajantes! Roteiros de viagens e dicas de passeios no Brasil e no mundo, de acordo com o número de dias de estadia e com indicação de especialistas em turismo.

15 razões que fazem de Nashville uma das cidades mais legais dos EUA

Tem gente que a chama de Nashvegas, por conta da semelhança com Las Vegas, no que se refere à diversão. Nashville, capital do Tennessee, é mesmo uma espécie de Cidade do Pecado do sul dos EUA, com uma noite regada a festas, churrasco e uísque.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Na chamada Cidade da Música, berço da country music, a farra rola de segunda a segunda, até às 3h da manhã, algo raro na terra do Tio Sam. Confira 15 motivos para viajar para lá.

O que fazer em Nashville, no Tennessee

Broadway

A Broadway é a avenida mais turística de Nashville. É lá que ficam os honky tonks, como são conhecidos os divertidos bares com bandas ao vivo típicos do interior dos Estados Unidos. Os que mais lotam são o Luke Bryan’s 32 Bridge e o Jason Aldean’s Kitchen. Entre os mais tradicionais destacam-se o Tootsies Orchid Lounge, o The Stage on Broadway e o Acme Feed & Seed. E ainda tem os enormes Honky Tonk Central e Rippy’s Bar & Grill. Quase todos eles têm palcos próximos às janelas que dão para as ruas, onde bandas se apresentam dia e noite, tocando country e rock. Não estranhe se, na Broadway, ver ônibus e bicicletas comunitárias com balcões de bebidas, onde rolam altas festas, sobretudo despedidas de solteiros.

Bares de moonshine

Uma vez em Nashville, vale a pena provar um moonshine. O termo se refere a bebidas destiladas com alto teor alcoólico produzidas, geralmente, de forma ilícita e engarrafadas antes da suavização com água que dá origem, por exemplo, ao uísque. Alguns rótulos chegam a apresentar 64% de álcool. Desde a Lei Seca, é difícil encontrar moonshines à venda dos EUA, mas a capital do Tennessee conseguiu algumas liberações. Um dos melhores lugares para provar a bebida é a a Ole Smoky Distillery/Yee-Haw Brewing Co. Lá rolam degustações de 13 sabores a partir de US$ 5. O honky tonk Bootleggers Inn, da Broadway, também vende moonshine.

Churrasco do Tennessee

É no Tennessee que se encontra o melhor churrasco do sul dos Estados Unidos. Para provar pratos típicos, como brisket e pulled pork, vale a pena visitar algumas casas em Nashville. Uma das principais é a Mission BBQ, que fica no shopping Opry Mills, em uma área mais moderna da cidade. Na Broadway, a churrascaria mais famosa é a Jack’s Bar-B-Que. Quem quiser também pode provar os frangos fritos locais, também bastante apreciados. Um dos endereços mais famosos é o Hattie B’s Hot Chicken

Murais coloridos

Pertinho do centro, o The Guch é um dos bairros mais legais de Nashville. O espaço concentra uma série de murais coloridos, inclusive um com asas gigantes, em frente do qual a galera faz fila para bater fotos. A região também concentra bons bares e restaurantes, a exemplo do mexicano Saint Añejo. Não deixe de tomar um sorvete na ótima Jeni’s Splendid Ice Creams, que prepara as casquinhas na própria casa.

Country Music Hall of Fame

Nashville é palco do Country Music Hall of Fame, um belíssimo museu dedicado à música country. O local reúne diversas referências ao estilo musical, com instrumentos, roupas e detalhes que contam a trajetória desde Minnie Pearl até Alan Jackson. Destaque para o Cadillac branco com maçanetas de ouro, TV e geladeira, que pertenceu a Elvis Presley e está exposto por lá. O local também abriga uma enorme sala circular, onde está o Hall da Fama do Country, e a Hatch Show Print, um das primeiras casas do mundo a imprimir pôsteres de shows. Passe por lá para conhecer a colorida loja do espaço.

RCA Studio B

Uma das opções de ingressos do Country Music Hall of Fame dá direito a um tour de ônibus e uma visita ao RCA Studio B. Foi la que Elvis gravou a maior parte de seus sucessos. Ao todo, foram mais de 250 músicas. Outros artistas, como Chet Atkins e Roy Orbison, também gravaram por lá. Durante o tour, é possível tocar no piano favorito de Elvis e escutar o Rei do Rock no estúdio iluminado do jeito que ele gostava.

Hóquei sobre o gelo e futebol americano

Em frente ao Country Music Hall of Fame, no centro, pertinho da Broadway, é possível encontrar a Bridgestone Arena, a casa dos Predators, time de hóquei no gelo local. Caso seja temporada, vale a pena assistir a um jogo da equipe, que é uma das mais tradições da NHL. Há algumas quadras dali, pertinho da bela ponte John Seigenthaler Pedestrian Bridge, está a Nissan Arena, palco dos Tennessee Titans, o time de futebol americano de Nashvile. É uma oportunidade e tanto de ver um jogo da NFL ao lado da animada torcida local.

Museu do Johnny Cash

Este pequeno museu foi criado por Bill Miller, um dos melhores amigos de Johnny Cash.. Ali, os fãs se deparam com roupas, acessórios, partituras, poemas, desenhos, campanhas ativistas e instrumentos do Homem de Preto. Há uma série de totens interativos, nos quais dá para ouvir músicas, e referências a June Carter, o grande amor da vida de Cash. No saguão do museu tem um café e, ao lado, um restaurante dedicado ao cantor e compositor.

Ryman Auditorium

Conhecido como Igreja Matriz do country, o Ryman Auditorium é um templo cristão erguido no final do século 19 que se transformou em casa de shows. Por ali já sés apresentaram grandes nomes, de Louis Armstrong a Foo Fighters, passando por Taylor Swift, Tom Petty, Neil Young, Cat Stevens, Beach Boys e Bruce Springsteen. É possível fazer tours pela casa, visitar os camarins e tirar uma foto no palco, que é feito com madeira brasileira. De 1943 a 1974, o Ryman Auditorium foi usado para a gravação do Grand Ole Opry, o programa de rádio que está no ar, sem interrupções, há mais tempo no mundo.

Grand Ole Opry

Depois que deixou de ser gravado no Ryman Auditorium, o programa de rádio Grand Ole Opry ganhou uma moderna casa de shows ao lado do shopping Opry Mills. Quem quiser pode ir até lá, em vários dias da semana, para assistir à gravação, com ingressos que giram em torno de US$ 70. Durante aproximadamente duas horas, cerca de 12 bandas ou duplas de country se apresentam, tocando duas ou três músicas cada. O detalhe é que, no centro do palco, há um pedaço de piso redondo, de madeira mais clara, que foi levado do Ryman Auditorium para lá.

Antique Archaeology

Se você já assistiu ao programa “Caçadores de Relíquias”, que no Brasil passa no canal History, precisa visitar essa loja, a segunda nos Estados Unidos que pertence aos protagonistas da série – a sede fica em Le Claire, no Iowa. Cheia de quinquilharias, conta com máquinas antigas de refrigerante, placas de estúdios, motos e instrumentos musicais. Ela fica no Marathon Village, um shopping construído em uma antiga montadora de automóveis.

Museu de arte

O Frist Center for the Visual Arts é o museu de artes mais badalado de Nashville. O espaço organiza diversas exposições temporárias ao longo do ano, que duram cerca de três meses. Fica em um prédio de mármore branco, onde funcionou o correio da cidade.

Compras

Quem anda pela Broadway se depara com uma série de lojas de botas, chapéus e outros acessórios típicos do country. Os fãs de disco de vinil, por sua vez, podem visitar a Third Man Records, loja moderninha e colorida fundada pelo compositor e cantor Jack White. Se a ideia é fazer compras mais convencionais, vá ao shopping Opry Mills, com diversas outlets de marcas queridinhas dos brasileiros.

Parthenon

Parece Grécia, mas não é. Quem vai ao no Centennial Park, uma das áreas verdes da cidade, dá de cara com um Parthenon – igual ao de Atenas mais inteirão. Ele foi construído em 1897 para uma exposição em homenagem ao centenário do Tennessee. À época, Nashville era chamada de “Atenas do Sul dos EUA”, por investir muito em educação. O espaço funciona como museu e tem como destaque uma estátua folhada a ouro de 13 metros de altura da deusa Atena.

Fábrica da Jack Daniel

Quem vai a Nashville tem uma belíssima oportunidade de passear pelos arredores da cidade, onde fica Lynchburg. Ali, vale a pena fazer uma visita à fábrica da Jack Daniel, o uísque mais famoso do Tennessee. Durante o tour dá para conhecer o processo de produção, saber curiosidades a respeito de Jack Daniel e participar de degustações. O detalhe é que Lynchburg fica em um condado onde é proibido vender bebidas alcoólicas, mas a destilaria conta com uma licença especial. Há diversos rótulos comemorativos na lojinha.

Mais conteúdo