Joinvilense vence mundial de MMA, ganha US$ 1 milhão e cinturão das mãos de Mike Tyson

Natan Schulte derrotou Loik Radzhabov na noite desta terça (31) no Madison Square Garden, em Nova Iorque, tornando-se bicampeão mundial de MMA na categoria peso leve

O joinvilense Natan Schulte, 27 anos, teve mais uma noite de glória no Madison Square Garden de Nova Iorque (EUA). Após cinco rounds, o lutador de MMA (Artes Marciais Mistas) derrotou Loik Radzhabov, do Tajiquistão, e levou para casa US$ 1 milhão, além do cinturão de campeão que recebeu das mãos de Mike Tyson, lenda do Boxe.

Natan com o cheque e o cinturão de campeão que recebeu das mãos de Mike Tyson, lenda do boxe – Foto: arquivo pessoal, divulgação NDNatan com o cheque e o cinturão de campeão que recebeu das mãos de Mike Tyson, lenda do boxe – Foto: arquivo pessoal, divulgação ND

A luta ocorreu na noite de terça-feira (31), perto da virada do ano aqui no Brasil, e terminou com muita emoção no ringue e vitória unânime do joinvilense.

É a segunda vez que Natan Schulte, conhecido como Russo, vence o título da PFL (Professional Fighters League), uma das maiores ligas de artes marciais mistas do mundo, consagrando-se bicampeão mundial de MMA na categoria peso leve. A primeira foi em 2018. É também a segunda vez que ele fatura o US$ 1 milhão.

Um dia antes da luta, a reportagem conversou com Natan, que garantiu estar preparado e otimista da vitória. “Treinei bastante, me dediquei ao máximo que podia. Vou dar o meu melhor”, resumiu o campeão.

Natan Schulte treina profissionalmente MMA desde 2011, mas antes já havia conquistado prêmios na modalidade de Kickboxing. Foi bicampeão catarinense e, aos 17 anos, campeão brasileiro. Ele chegou a representar o Brasil no Mundial, na Sérvia, mas não levou o título.

Com a vitória desta terça-feira, Natan soma 20 vitórias, 3 derrotas e um empate no cartel do MMA.

A mãe de Natan, Margarete, o irmão Júnior e a esposa Isabela estiveram no Madison Square Garden para acompanhar a luta. Outra parte da família ficou em Joinville na torcida. “Ele representa Joinville e Santa Catarina. Queremos que Joinville conheça ele”, disse Laiza, a irmã mais velha.

Natan com a esposa Isabela e a mãe Margarete – Foto: aquivo pessoal, divulgação NDNatan com a esposa Isabela e a mãe Margarete – Foto: aquivo pessoal, divulgação ND

Laiza lembra que o irmão sempre gostou de artes marciais e começou a treinar aos 13 anos. Hoje, o joinvilense Natan mora em Coral Springs, na Flórida, e treina em uma das mais conceituadas academias no mundo, a American Top Team.

Planos para a bolada que acabou de ganhar? “Vou investir na bolsa de valores, como já fiz com parte do prêmio de 2018”, respondeu.

Leia também:

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...