Capoeira é ensinada para crianças de creche municipal de Balneário Camboriú

Meninos e meninas de um e dois anos são estimulados ao desenvolvimento através da prática esportiva

Crianças entre um e dois anos que estudam no Núcleo de Educação Infantil Recanto dos Passarinhos, na rua Paquistão, bairro das Nações, em Balneário Camboriú, estão tendo aulas de capoeira como prática pedagógica e educativa. As aulas são dadas pelo professor Paulo Costa de oliveira Neto e, com elas, os pequenos são estimulados ao desenvolvimento através da prática esportiva.

Divulgação

Recentemente, grupo de capoeira participou de uma demonstração para as crianças com instrumentos específicos como o berimbau e outros

Segundo o professor, essa iniciativa de inserir a capoeira como proposta curricular surgiu da observação e constatação de que a capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura arte, esporte, cultura e música. “Introduzi e passei a utilizar a capoeira como ferramenta pedagógica, pois permite ao aluno agregar uma gama de experiências motoras. Este esporte de origem brasileira é fundamental para o desenvolvimento da criança”, considera.

As dicas para a prática da capoeira com crianças revelam que essa modalidade de atividade física tem grande potencial para a formação integral do aluno com capacidade de aprimorar o equilíbrio, a força, a disciplina, a observação e a defesa. O repertório que dá o ritmo ao gingado das crianças também amplia no aspecto cognitivo, o modo de perceber e interpretar a si mesmo. Nesse processo de aprendizado, atenção, percepção, memória, raciocínio, imaginação, pensamento, linguagem e ação permeiam essa formação.

Neto explica, ainda, que as ações pedagógicas iniciam com grande ênfase na musicalidade com movimentações específicas da capoeira infantil que são expressadas e vivenciadas através de gestos de pequenos animais o que se torna de fácil compreensão aos alunos nessa faixa etária. “O objetivo principal é desenvolver os aspectos motores, afetivos, cognitivos e sociais, pois na roda de capoeira a criança fica menos inibida quando joga com outro colega e adquire de forma lúdica conhecimento sobre a história do Brasil, por exemplo”, ressalta.

a educação física como componente curricular obrigatório na educação básica. “Nossa função é formar integralmente a criança, desenvolvendo-a em vários aspectos levando em consideração e respeitando, também, a pluralidade de concepção de cada profissional em aplicar a cultura do movimento na educação infantil”, destaca Renato Daniel Trusz, professor de educação física e membro da equipe técnica-pedagógica do Departamento Municipal de Educação Infantil.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...