Nas montagem das alegorias, escolas de samba constroem seus sonhos

Os últimos dias antes do desfile das escolas de samba são cruciais para finalizar os preparativos e acertar todos os detalhes. Seja no complexo Nego Quirido ou nos barracões das agremiações da Grande Florianópolis, profissionais e voluntários trabalham em ritmo acelerado para transformar os carros alegóricos que irão colorir a avenida no dia 22 de fevereiro em realidade. Há menos de dez dias do espetáculo, já é possível ter uma prévia do que está sendo preparado espiando as alegorias que estão no aterro da Baía Sul.

Vitor Parintins, na União da Ilha da Magia. Alegorias são feitas com lona, tecidos, aviamentos, ferragens e outros materiais – Foto: Flavio Tin/ND

União da Ilha da Magia

“Agora falta pouco. Estamos terminando a parte da ferragem e começando o revestimento e decoração, está faltando só 20% dos nossos dois carros. O clima chuvoso atrapalhou bastante. Na semana passada, a gente teve três dias muito chuvosos, mas a equipe está conseguindo vencer esses dias. Agora, a gente não para nem nos fins de semana”, conta o diretor de alegorias da União da Ilha da Magia, Vitor Parintins. Na passarela, ele coordena um grupo de 15 pessoas — dez profissionais de Parintins (AM) e cinco recrutados no Centro POP (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua), que funciona no local. “A gente foi até lá, perguntou se alguém tinha experiência com serralheria ou marcenaria e algumas pessoas se candidataram”, lembra.

Dados da escola

União da Ilha da Magia
Fundada em: 2008
Localidade: Lagoa da Conceição
Cores: verde, branco e ouro
Enredo: Era Uma Vez… Valdir Dutra, o mago do teatro infantil
Presidente: Valmir Braz de Souza
Carnavalescos: Jaime Cezário e Raphaela Perrut

Os Protegidos da Princesa

A escola Os Protegidos da Princesa também conta com um time de 15 pessoas, que estão trabalhando em um barracão, no bairro Itacorubi. O fato de confeccionar os carros alegóricos em um local protegido do mau tempo com certeza ajuda bastante na evolução deste processo. “As alegorias estão sendo trabalhadas desde o dia 6 de janeiro. Estamos com os trabalhos realmente adiantados. Diria até que com uma boa folga. Sábado à noite nossas alegorias vão para a passarela”, revela o carnavalesco José Alfredo Beirão Filho. Além de ser autor do enredo ‘O Último Baile do Cangaço’ em parceria com Edmundo Meira Neto, ele assina os desenhos das fantasias, dos dois carros alegóricos e do tripé que farão parte deste desfile, todos com referências à cultura Nordestina.

Dados da escola

Os Protegidos da Princesa
Fundada em: 1948
Localidade: Morro do Mocotó
Cores: verde, vermelho e branco
Enredo: O Último Baile do Cangaço
Presidente: Luiz Carlos Nunes
Carnavalesco: José Alfredo Beirão Filho

Escolas que trabalham ao ar livre protegem as esculturas do clima, como na Dascuia – Foto: Flavio Tin/ND

Dascuia

Já a Dascuia trará dois carros para a avenida. Além dos tradicionais tecidos e aviamentos brilhosos, a escola está utilizando outros materiais na confecção destas alegorias. “Nosso primeiro carro tem 15m de comprimento por 11m de altura e 9m de largura. O segundo é um pouco menor, com 13m de comprimento por 10m de altura e 8m de largura. A maioria do material que estamos utilizando neles é alternativo, como pano cru, pratos descartáveis e algumas outras coisas”, explica Fábio Martins, responsável pelas alegorias na comissão de Carnaval da Dascuia. Segundo ele, a equipe é composta por sete profissionais de Parintins (AM) e 95% do trabalho já está pronto.

Dados da escola

Dascuia
Fundada em: 2004
Localidade: Morro do Céu
Cores: verde e rosa
Enredo: Yalodês – Reflexos de Oxum
Presidente: Maurício dos Anjos
Comissão de Carnaval: Layone Ventura, Marcos Henrique Toscaro, Jhean Fábio Nascimento, Fernando Marçal, Tadeu Stangherlin e Fábio Martins

Otávio José de Oliveira Neto, o Mestre Duda, comanda as alegorias da Coloninha – Foto: Foto Flavio Tin/ND

Unidos da Coloninha

O carnavalesco Otávio José de Oliveira Neto, o Mestre Duda, é o comandante dos trabalhos nas alegorias da Unidos da Coloninha. Para ele, este momento é de muita preocupação e cuidado. “Estou com cerca de 70% dos carros prontos. Semana que vem é importantíssima, porque é quando vamos fazer o acabamento final e olhar todos os detalhes dos carros. Perdemos um décimo em alegoria no ano passado e isso já nos colocou em terceiro lugar”, lembra. A escola irá desfilar com dois carros alegóricos este ano e conta com o apoio de profissionais e voluntários para deixar tudo pronto até a próxima semana: “Nós estamos em 20 pessoas, mas à noite dá uma melhorada. Chegam mais uns cinco voluntários, que vêm dos seus serviços e dão uma força aqui para a escola”.

Dados da escola

Unidos da Coloninha
Fundada em: 1962
Localidade: Coloninha
Cores: verde, azul e branco
Enredo: Sou tripeiro com muito orgulho. Prazer, Sou a Gigante do Continente!
Presidente: Júlio Valmir Martins
Carnavalesco: Otávio José de Oliveira Neto

Muitos preparativos nas alegorias da Copa Lord – Foto: Foto Flavio Tin/ND

Embaixada Copa Lord

Na Embaixada Copa Lord, o responsável por tirar os desenhos do carnavalesco Paulinho Trindade do papel é Jefferson William da Costa, o Negro Gê. “A escola vem com duas alegorias e um tripé para este desfile. Na passarela, onde estão os carros, somos em 15 pessoas. Mas também estamos trabalhando com dois ateliês. Um de esculturas e um onde é preparada toda a parte de adereços para aplicar nos carros”, comenta Gê. Tudo começou com a montagem das ferragens e revisão de pneus e de caixa de direção. Nesta reta final, a equipe está finalizando a decoração para poder incluir efeitos especiais nas alegorias. “Segunda-feira, provavelmente, chegam as esculturas e a gente vai posicioná-las em cima do carro. Até terça ou quarta-feira, a gente finaliza e fica só com os retoques para o dia do desfile”, acredita.

Dados da escola

Embaixada Copa Lord
Fundada em: 1955
Localidade: Morro da Caixa
Cores: amarelo, vermelho e branco
Enredo: Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça: Vilson Groh, o sacerdote das comunidades!
Presidente: Armando de Souza
Carnavalesco: Paulinho Trindade

Carnavalesco Raphael Soares, da Consulado, conta que na montagem das alegorias a escola usa peças previamente prontas, para depois encaixar – Foto: Foto Flavio Tin/ND

Consulado

Quem também está trabalhando a todo vapor na passarela são os especialistas e voluntários da Consulado. “Este ano a gente vai ter um pede-passagem, que é uma alegoria menor, abrindo o desfile. Logo após a comissão de frente, temos o primeiro carro. Depois, a gente vem com um tripé, que é um carrinho menor, e encerra com a alegoria maior”, conta o carnavalesco Raphael Soares. A equipe da escola tomou algumas precauções para evitar estragos causados pelo clima: “Todas as peças, a gente já deixou previamente prontas para poder encaixar depois. A maioria dos materiais desbota por causa do sol e também estraga por causa da chuva. É muito tecido. Então, a gente está esperando o máximo que pode para colocar esse material”.

Dados da escola

Consulado
Fundada em: 1978
Localidade: Saco dos Limões
Cores: vermelho e branco
Enredo: Lute como Antonieta
Presidente: Rafael Ferreira
Carnavalesco: Raphael Soares

Nação Guarani

Com o enredo “Sabedoria ancestral: O Ecoar de uma Nação Transforma Lixo em Criação”, a Nação Guarani fala sobre a reutilização de resíduos sólidos para construir arte. A ideia central está presente em todos os figurinos da agremiação e também na alegoria que está em confecção em Palhoça. “A gente teve bastante auxílio de outras escolas do grupo especial, o que deu um pontapé para a criação. Os outros materiais variam entre lona e diferentes plásticos. Estamos driblando as dificuldades e o carro já está 70% pronto. Esta reta final é importantíssima”, diz a carnavalesca da Kris Regina de Souza, a Kika. Pelo menos quatro pessoas estão trabalhando no carro alegórico, entre profissionais e voluntários, para deixá-lo pronto até o grande dia.

Dados da escola

Nação Guarani
Fundada em: 2010
Localidade: Palhoça
Cores: azul, branco, vermelho, laranja, amarelo, verde e violeta
Enredo: Sabedoria ancestral: O Ecoar de uma Nação Transforma Lixo em Criação
Presidente: Lui Vandré da Rosa
Carnavalesco: Kris Regina de Souza

Mais conteúdo sobre

Carnaval 2020