Emoção e expectativa embalam público e membros de escolas durante desfile na Nego Quirido

Enquanto alguns preferiram chegar bem mais cedo, como um dos membros da harmonia da Coloninha, outros optaram por chegar à passarela a pé e evitar o trânsito

Milhares de pessoas acompanham de perto o desfile das escolas de samba na passarela Nego Quirido, na noite deste sábado (2). A primeira escola a se apresentar foi a Nação Guarani, que já fez o público levantar das arquibancadas e camarotes para sentir o clima de Carnaval.

Família Cardoso – NDFamília Cardoso – ND

Na arquibancada, durante o desfile da Nação Guarani, a família Cardoso aguarda ansiosamente a apresentação da Coloninha. Isso porque é nesta escola que a caçula da família, Poliana Cardoso, 11 anos, irá desfilar, na ala mirim. A ideia é trazer para a avenida o enredo Entre matas, sol, mar e areia surge a Dubai Brasileira. “Eu desfilo desde mais nova na Coloninha, mas estou muito ansiosa para entrar na passarela hoje”, disse Poliana.

As aposentadas Maria da Graça Dutra, 68, Silene Aparício, 76 e Maria da Graça Franzoni, 68, estão a espera de suas escolas do coração: Protegidos da Princesa e Copa Lord. As amigas fazem questão de assistir o desfile na passarela anos após ano. “Com esse tempo bom que faz hoje, estamos muito felizes de ter vindo. Mas mesmo que estivesse chovendo, como no ano passado, iríamos estar aqui, só que com capa de chuva”, disse Maria da Graça Dutra.

Amigas assistem o desfile juntas todos os anos – NDAmigas assistem o desfile juntas todos os anos – ND

O acesso à Nego Quirido não foi fácil para Inês Perão, de 55 anos, e seu filho Paulo Roberto Perão. Os dois irão desfilar na escola Nação Guarani, a primeira a entrar na avenida na noite deste sábado (2). “Eu não achei que essa passarela era tão ingrime”, disse Perão, que precisou de ajuda de foliões para chegar na concentração da Escola Nação Guarani.

Quem também marcou presença na passarela foi o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, que acompanhou o final do desfile das escolas do Grupo de Acesso na Nego Quirido. Para o prefeito a expectativa é positiva. “Este evento foi muito bem planejado pela prefeitura. Enquanto 16 cidades tiveram que cancelar seus desfile, Florianópolis investiu não só nas escolas de samba, como também em 70 blocos pela cidade”, comentou.

Expectativa é que 22 mil pessoas visitem a Nego Quirido neste sábado – Daniel Pereira/NDExpectativa é que 22 mil pessoas visitem a Nego Quirido neste sábado – Daniel Pereira/ND

Às 21h15, integrantes realizaram os últimos ajustes no carro da Coloninha, que entra na avenida às 00h50. Luís Carlos Farias, o Carlinhos, tem 54 anos e faz parte da harmonia e está na escola há 25 anos. Morador de Biguaçu, ele chegou às 20h para acompanhar os ajustes finais. “Esse ano acho que levamos o título, é o melhor enredo da Unidos!”, disse o aposentado técnico de telefonia.

Algum tempo antes, Mariza Costa, de 74 anos, fazia a travessia da ponte Pedro Ivo Campos. Moradora do bairro Capoeiras, ela preferiu ir a pé assistir o desfile. “No ano passado eu fiquei trancada na ponte e quase não consegui assistir a Copa Lord entrar”, lembra.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Carnaval

Loading...