A terra de todos: o turismo que atrai milhões no Planalto Norte Catarinense

Construída em 1961, a capela é o símbolo religioso mais forte entre os moradores da cidade – Foto: Prefeitura CanoinhasConstruída em 1961, a capela é o símbolo religioso mais forte entre os moradores da cidade – Foto: Prefeitura Canoinhas

No ponto mais alto do município de Canoinhas, localizado no Planalto Norte Catarinense a história que até hoje atrai turistas de todo Brasil.

Uma cruz de madeira que sobreviveu a um incêndio é o símbolo de devoção na cidade. Enquanto muitos municípios brasileiros cultivam a imagem de um santo(a), no pequeno povoado com um pouco mais de 54 mil habitantes a “cruz de madeira” tem data comemorativa.

A história conta que a capela construída em 1961 é o símbolo religioso mais forte entre os moradores da cidade. A cruz que sobreviveu a um incêndio foi colocada pelo monge João Maria de Jesus, que representava a força da religiosidade na guerra do contestado. Segundo Carolina Carvalho, gestora da Fundação Cultural do Município de Canoinhas, quando o povoado foi fundado a cruz já fazia parte da região. Por este motivo o primeiro nome do município foi Santa cruz de Canoinhas. Depois chegou a ser chamado de Ouro Verde por causa da plantação de erva-mate e hoje é conhecido como Canoinhas.

Ciência

Não são apenas as orações que levam turistas a conhecer o Planalto Norte. Viajar pela região é sem dúvida uma volta ao passado.

No caso da universidade de Mafra, outra cidade do Planalto, há milhões de anos. As pesquisas arqueológicas realizadas na universidade atrai turistas e cientistas do mundo inteiro. Fósseis, com milhões de anos, são encontrados com frequência na cidade. O último foi uma barata mais antiga do que um dinossauro.

A bela

As belezas naturais encantam o roteiro turístico da região – Foto: Prefeitura CanoinhasAs belezas naturais encantam o roteiro turístico da região – Foto: Prefeitura Canoinhas

Percorrer o Planalto Norte Catarinense é também usufruir da serra às paisagens de tirar o fôlego. As belezas naturais encantam e só por elas já vale o roteiro turístico da região. O percurso que pode ser feito de carro leva o turista a conhecer a bela Santa Catarina. Caminhadas, um simples chimarrão para ver de perto locais conhecidos pelas baixas temperaturas no inverno ou explorar o passado pelos museus.

Cem anos de história

A mais antiga cervejaria do Brasil – Foto: Prefeitura CanoinhasA mais antiga cervejaria do Brasil – Foto: Prefeitura Canoinhas

E por falar em preservar a memória, ao visitar a região inclua essa cervejaria artesanal com mais de cem anos, localizada em Canoinhas. No auge dos seus 97 anos, dona Gerba Loeflert, lúcida e muito animada, é proprietária da mais antiga cervejaria do Brasil. Ela é testemunha do crescimento dos negócios da família.

A cerveja é produzida no local – Foto: Prefeitura CanoinhasA cerveja é produzida no local – Foto: Prefeitura Canoinhas

O local está fechado por causa da pandemia. Na parede, vestígios de uma época onde a caça era liberada e hoje animais empalhados são atração. A cerveja produzida no local é apenas mais uma maneira, segundo dona Gerba, de brindar a vida. A proprietária faz isso quase todos os dias, aos quase cem anos a cerveja está sempre na mesa. Atrações para todos que incluem no roteiro turístico o deslumbrante Planalto Norte Catarinense.

+

Caminhos do Contestado