João Paulo Messer

messer@ndtv.com.br Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Após sexo e bailinho funk ao ar livre prefeito decide cercar praça

Principal praça da cidade tem sido usada com frequência para atos que tiram a tranquilidade de moradores na área central da cidade

Na sexta-feira da semana passada, à noite, o que era para ser uma linda comemoração de abertura do Natal 2021 ficou marcada por episódio paralelos como a pichação da Casa do Papai Noel. Mas este não é caso isolado em se tratando de Praça do Congresso, localizada em área central de Criciúma.

A Casa do Papai-Noel foi pichada um dia após a sua inauguração. – Foto: DivulgaçãoA Casa do Papai-Noel foi pichada um dia após a sua inauguração. – Foto: Divulgação

Apesar de estar na área mais valorizada da cidade, episódios lamentáveis são registrados com frequência. Após um caso revelado por moradores o prefeito Clésio Salvaro decidiu cercar o local. Um grupo teria feito uma espécie de baile funk no local e moradores garantem terem sido registrados casos de sexo ao ar livre.

A praça tem este nome porque em 1946 aconteceu em Criciúma o Congresso Eucarístico, movimento religioso mais importante da comunidade católica local. De lá para cá os principais investimentos imobiliários residenciais foram feitos nos arredores desta praça.

A praça do Congresso em Criciúma é um dos locais mais valorizados da cidade. – Foto: DivulgaçãoA praça do Congresso em Criciúma é um dos locais mais valorizados da cidade. – Foto: Divulgação

Já era pretensão do governo cercar o local, assim como nas outras da cidade, mas havia resistência. Após o episódio do baile funk ao ar livre e a pichação, a ideia do cercado ganhou força em Criciúma.

Loading...