Cidades da Grande Florianópolis oferecem abrigo para pessoas em situação de rua

Trabalhos começaram na noite desta terça-feira (27), quando os agentes da assistência social foram para as ruas sensibilizar e acolher quem precisa se esquentar

Nas cidades da Grande Florianópolis, uma força-tarefa foi montada para abrigar pessoas que não têm onde ficar durante a onda de frio intenso. O trabalho começou na noite desta terça-feira (27), quando os agentes da assistência social foram para as ruas para sensibilizar e acolher quem precisa se esquentar.

“Hoje nós temos aqui dentro da Passarela da Cidadania quase 300 pessoas. As 200 que todos os dias frequentam o espaço aqui, cadastradas, e em torno de mais 100 pessoas aqui e as demais nos outros espaços, sendo atendidas pela nossa equipe técnica, o pessoal da sensibilização, o pessoal da saúde. [Eles estão] recebendo alimento, recebendo seu kit de higiene, recebendo um acompanhamento para o mercado de trabalho e desfrutando também de todas as opções que tem aqui no complexo da passarela”, explicou o secretário adjunto de Assistência Social de Florianópolis, Jeferson Melo.

Florianópolis acolheu 117 pessoas em situação de rua a mais por conta do frio – Foto: Leonardo Sousa/PMFFlorianópolis acolheu 117 pessoas em situação de rua a mais por conta do frio – Foto: Leonardo Sousa/PMF

Já em São José a secretaria de Assistência Social ampliou o número de vagas no abrigo emergencial montado no Cati (Centro de Atenção à Terceira Idade) e já teve quem usou os serviços.

Segundo o secretário de Assistência Social de São José, Lédio Coelho, “além das 95 vagas que o Município já oferece diariamente, a gente ampliou para mais 50 vagas no Cati. Na noite de ontem, nós tivemos 27 pessoas, mesmo com busca ativa. Então, de 40 pessoas abordadas, seis aceitaram vir. As outras vieram por demanda espontânea, mas estamos preparados. Quando a pessoa chegar aqui, ela vai receber toda a orientação, ela pode tomar um banho, ela vai jantar, vai tomar o café da manhã e, no outro dia, a gente encaminha pros serviços da assistência, principalmente para o Centro POP”.

Em Biguaçu, um novo espaço foi aberto para oferecer camas, comida e banho quente: “Hoje, nós estamos abrindo no Ginásio de Esportes Nagib Salum esse outro ponto de apoio para atender essa população que precisa desse atendimento mais humanizado, principalmente nesse momento de frio intenso que está por vir”, disse a secretária de Assistência Social do município, Ana Cristina Espíndola.

Já no município de Palhoça é no Centro de Convivência do Idoso onde fica o abrigo provisório, oferecendo os mesmos serviços de suporte.

O prefeito de Palhoça, Eduardo Freccia, contou que os que procurarem o serviço “receberão alimentação, terão possibilidade de tomar seu banho, lavar sua roupa e também estará aberto aos seus animais de estimação, aos pets que acompanham muitas vezes os moradores em situação de rua”.

A força-tarefa segue a todo vapor nas cidades da Grande Florianópolis. Confira mais informações na reportagem do Balanço Geral Florianópolis!

+

BG Florianópolis

Loading...