Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Conselhos comunitários de segurança de Florianópolis dão apoio para campanha contra esmolas

Entidade que reúne os Consegs divulgou nota de apoio à iniciativa da prefeitura para desestimular as doações nas ruas

A Amecom (Associação Metropolitana dos Conselhos Comunitários de Segurança de Florianópolis) divulgou uma nota, nesta segunda-feira (29), prestando apoio à campanha da prefeitura para desestimular a doação de esmolas nas ruas.

Manifestação do padre Júlio Lancellotti, da Arquidiocese de São Paulo, abriu discussão sobre doação de esmolas nas ruas Foto: Flávio Tin/Arquivo/NDManifestação do padre Júlio Lancellotti, da Arquidiocese de São Paulo, abriu discussão sobre doação de esmolas nas ruas Foto: Flávio Tin/Arquivo/ND

A manifestação é um contraponto às publicações do padre Júlio Lancellotti, da pastoral do povo da Arquidiocese de São Paulo, que classificou esse tipo de iniciativa de “aporofobia”, aversão ou desprezo aos pobres.

“O simples ato de doar dinheiro a pedintes vai muito além de fazer uma caridade. Em sua maioria, é sabido que essas doações são para alimentar o vício, quer seja de álcool ou drogas, levando esses cidadãos a uma situação de calamidade pessoal”, afirma a nota, assinada pelo presidente Vanderlei Antonio Schvinn.

“Devemos sim ajudar o próximo mas de forma correta, por instituições que são preparadas para esse fim”, argumentam os Consegs, que defendeu as políticas públicas empregadas atualmente em Florianópolis.

A Amecom contestou também a acusação de prática de “aporofobia”.

“Não é verdade pois existe um esforço incansável de diversos órgãos públicos de Santa Catarina e também da cidade de Florianópolis, para trazer dignidade e bem-estar a essas pessoas que se encontram nas ruas”, registra a entidade.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...