João Paulo Messer

messer@ndtv.com.br Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Reviravolta: Criciúma muda plano e decide manter desfile apesar da circunstâncias adversa

Mesmo em meio as restrições da pandemia, a ausência da unidade do Exército Brasileiro e das prováveis manifestações políticas, desfile da independência está mantido.

Enquanto algumas cidades como Tubarão, no Sul do Estado, já anunciaram o cancelamento do desfile cívico do dia 7 de setembro, em Criciúma o evento foi confirmado. Os riscos de aglomerações, a sinalização com a retirada da unidade do Exército e apesar da intenção de grupos políticos de ocuparem as ruas neste dia, foram menos relevantes que a intenção anunciada a dois meses de que neste ano deve ocorrer um dos maiores desfiles na cidade.

A rua da gente foi inaugurada para dar segurança a eventos como o desfile de 7 de setembro. – Foto: Manuela Silva.A rua da gente foi inaugurada para dar segurança a eventos como o desfile de 7 de setembro. – Foto: Manuela Silva.

A opção pelo desfile não é unanimidade no governo, nem na área de Educação e especialmente na Saúde. No domingo (22) a decisão era de realização de atividades restritas nas escolas, mas o cenário mudou nesta segunda-feira (23) após reuniões na Secretaria Municipal de Educação.

Criciúma tem uma rua, recentemente inaugurada pelo governo municipal, preparada para eventos desta natureza. Localiza-se ao lado do Parque das Nações e possui inclusive arquibancadas e óbvio uma área para instalação de um palanque das autoridades.

O comando do 28º GAC, unidade do Exército na cidade, informou que seguindo orientação do Ministério da Defesa, fará uma celebração interna na unidade. A alegação oficial é a pandemia e os riscos.

Na tarde desta segunda-feira (23) a informação da Secretaria de Educação do Município de Criciúma era de que o desfile será apenas com as unidades escolares, assim mesmo com efetivo reduzido.

Criciúma foi a primeira cidade da região a anunciar o retorno das atividades presenciais, sob o protesto de alguns setores. Mesmo assim não teve registro de problemas de contágio da Covid-19 por conta disso.

As escolas já vinham se preparando e gastos com este objetivo já foram realizados, fator que pode ter contribuído para que os diretores de escolas, que são todos indicados pelo governo, tenham mantido a disposição de apoiar a ideia do desfile.

Cidade conhecida como berço do sindicalismo, Criciúma registra protestos oriundos de movimentos sociais e grupos minoritários o que neste ambiente de promessa de manifestações de apoio ao presidente Bolsonaro, neste dia 7 de setembro, geram um clima de expectativa na cidade.

Loading...