João Paulo Messer

messer@ndtv.com.br Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Depois das inundações, o frio ameaça moradores de áreas vulneráveis em Tubarão

Fundação Municipal de Desenvolvimento Social tem relatório de pelo menos 500 pessoas cadastradas após inundações e que agora entram na lista de "necessitados".

A chegada do frio com as circunstâncias anunciadas pela Defesa Civil acende nova luz de alerta em Tubarão. A Fundação Municipal de Desenvolvimento Social anuncia que há necessidade de arrecadação de doações que vão além de roupas, cobertores e outros agasalhos. Há necessidade de materiais como eletrodomésticos, utensílios domésticos outros e alimentos. É o que falta às pessoas que ficaram desabrigadas em virtude das recentes inundações.

Interessados em fazer doações devem procurar a Fundação Municipal de Desenvolvimento Social de Tubarão. – Foto: DivulgaçãoInteressados em fazer doações devem procurar a Fundação Municipal de Desenvolvimento Social de Tubarão. – Foto: Divulgação

Logo após as inundações o levantamento da fundação alcançou 500 pessoas que procuraram abrigos oferecidos pelo município e parceiros. Atualmente n]ao há mais nenhuma destas pessoas nestes abrigos, mas muitas delas não retornaram ás suas casas porque elas ficaram tão danificadas que impedem a retomada à vida normal.

Segunda a gerente da Fundação Municipal de Desenvolvimento Social, Kelly Botega, o apelo agora é para que as doações sejam de materiais que recomponham os lares destruídos.

Os maiores problemas estão nas localidades do Km 60, bairro São João margem direita, Pantanal, Bom Pastor, Fábio Silva e Deon (este último na área central da cidade).

A Fundação Municipal de Desenvolvimento Social coloca o telefone: 48-3906-1036  à disposição dos doadores.

Loading...