Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Floripa perde uma de suas lendas do rádio

Morre Walter Souza

Mais um dos nossos que se foi – Foto: Divulgação 

Walter Souza, figura humana notável, foi um dos meus primeiros ídolos na época que só tínhamos rádio em Floripa. Trabalhou na rádio do meu pai, onde transmitia direto da praia da Saudade, em Coqueiros, onde morávamos, entrevista banhistas dentro d’ água. Depois se transferiu para a rádio Diário da Manhã, onde se consagrou como disk-jockey e repórter esportivo. Nos jogos levada os jogadores para entrevista-los na frente da torcida na arquibancada. Era ovacionado. Foi também o primeiro repórter da RBS TV em Floripa. Sua história é longa. Tem que ser contada com calma e não agora, quando sou dominado pela emoção com a notícia da sua morte. Estava com problemas de saúde há muito tempo, mas sempre forte encarando tudo com determinação. Por conta própria, há dois anos, foi procurar uma casa descascando ao lado do seu filho, Vinicius, que amava loucamente, em Canasvieiras, para, segundo ele, ficar sossegado e não incomodar mais ninguém. Hoje se despediu do filho, dos amigos, da cidade que tanto amou e defendeu. Vai com Deus, meu querido, você se superou. Foi gigante, Floripa te deve muito.