Homem é achado vivo em cemitério quatro meses após ser declarado morto

Família acreditava ter enterrado ex-professor em março; no entanto, recentemente, ele foi reconhecido enquanto andava entre túmulos

O ex-professor, de 46 anos, foi encontrado vivo em um cemitério de Kafr Al-Hosar, na aldeia egípcia ao norte do Cairo. Já faziam cerca de quatro meses que ele teria sido declarado morto. De acordo com o jornal Youm7, o homem, Mohammed El-Gammal, sofre de um distúrbio mental, o que o leva, muitas vezes, a sumir durante meses.

Família já havia declarado que o homem estava morto. – Foto: Reprodução/Youm7Família já havia declarado que o homem estava morto. – Foto: Reprodução/Youm7

Em janeiro ele desapareceu mais uma vez, porém, por mais tempo do que de costume. A família de Mohammed passou a procurá-lo até receber a ligação de um conhecido que trabalha em um hospital. O profissional informou que o corpo de um homem não identificado havia chegado ao local. Os parentes do ex-professor foram até lá e reconheceram o cadáver com sendo de Mohammed.

Uma amostra de DNA chegou a ser colhida do corpo em questão. Mas, a família decidiu realizar a cerimônia fúnebre do ente querido sem checar o resultado. Passados quatro meses do enterro, um grupo de jovens foi surpreendido com a figura do ex-professor perdida entre os túmulos do cemitério da aldeia.

Segundo a publicação, Mohammed procurava um lugar para dormir no local. Os moradores o encaminharam até uma delegacia da região, onde foi recebido por seu irmão, que o ajudou a prestar depoimento sobre a ocorrência totalmente insólita.

Loading...