Idosos de Garuva que perderam casa em incêndio ganham novo lar

No dia do incêndio, Sebastião Silveira, de 95 anos, que sofre com mal alzheimer, tentava apagar as chamas com pote de sorvete

Um final feliz. Lembram do casal de idosos de Garuva que perdeu a casa em que viveu a maior parte da vida em um incêndio? O caso provocou uma grande comoção e criou uma rede de solidariedade.

Após a publicação da história no ND+, exibição da reportagem na NDTV Record Joinville, e em outros portais de notícia, dezenas de pessoas ligaram para a redação para ajudar o casal.

Família unida e cheia de gratidãoFamília unida e cheia de gratidão: Marli, a filha Emanueli e o marido Flávio abraçam Sebastião, de 95 anos, e Catarina Tomazini, de 78 anos –   Foto: Mikael Melo

Inclusive, uma construtora da região de Guaramirim se sensibilizou tanto que decidiu doar uma casa nova ao casal Sebastião Silveira, de 95 anos, e Catarina Tomazini, de 78 anos.

A notícia foi dada no fim de manhã desta sexta-feira (26). Foi uma linda surpresa. Emoção e choro marcaram o momento.

Casa igual a esta acima que o casal de idosos irá ganhar, inclusive com móveis – Foto: Mikael Melo/NDTVCasa igual a esta acima que o casal de idosos irá ganhar, inclusive com móveis – Foto: Mikael Melo/NDTV

“A ficha não caiu direito ainda. Estamos tão emocionados. Jamais imaginávamos que iria dar tanta repercussão. Meu sogro e minha sogra terão um lar, confortável, com dignidade. Eu só posso agradecer a todos do fundo do meu coração”, disse Marli Paschoal Silvério, nora do casal.

Quando Marli contou a novidade para os sogros, eles demoraram para acreditar que era verdade. “Apenas choraram e agradeceram.”

Marli mora em uma casa ao lado e está abrigando os sogros, que perderam praticamente tudo no incêndio.

A casa será construída no mesmo local da antiga residência. Junto com a Prefeitura, a construtora agora vai limpar o terreno e aí começar a erguer o novo lar.

Local onde a nova casa será erguida; terreno está sendo limpo para dar largada à obra – Foto – Mikael Melo/NDTV JoinvilleLocal onde a nova casa será erguida; terreno está sendo limpo para dar largada à obra – Foto – Mikael Melo/NDTV Joinville

Em uma semana, uma semana e meia a casa deve ficar pronta. A própria construtora mobilizou parceiros para colocar janelas, portas, móveis e eletrodomésticos. E a rede de solidariedade não para por aí. A ideia, agora, é mobilizar outras empresas para que colaborem com doações de outros produtos, como alimentação, roupas, cobertores, calçados, enfim, o que os dois estiverem precisando. 

A expectativa é de que em três semanas o casal já possa entrar no novo lar.

“O DNA solidário já está na empresa e, vendo a situação da família, não tive dúvidas em ajudar e mobilizar outras empresas também”, disse Fernando Nilson da Silva, presidente da construtora.

Surpreendidos pelas chamas

O incêndio (veja vídeo abaixo) na antiga casa de madeira, que fica na localidade de Urubuquara, em Garuva, começou por volta das 8 horas de quarta-feira (24).

Quando Flávio Silveira, 45 anos, um dos filhos do casal, que trabalha em frente à casa do pais, correu para ver o que estava acontecendo, viu que o pai estava tentando apagar o incêndio com um potinho de sorvete.

Marli, que é esposa de Flávio, contou, também, que a filha dela, de 13 anos, estava dormindo quando o incêndio começou. “Temos uma cachorrinha e quando o fogo começou, ela ficou super agitada e começou a pular na minha filha para acordá-la”.

A menina, então, correu para a casa dos avós. Foi a primeira a chegar.

Segundo a família, Sebastião tem mal de alzheimer e, minutos depois do incêndio, pedia para voltar para casa, pois não lembrava mais do ocorrido. Marli comentou, ainda, que Sebastião tinha muito apego à casa, pois criou sete filhos no mesmo lugar. O casal de idosos, que está junto há 60 anos, sempre morou no mesmo lugar. E, mesmo no meio das chamas, custou a deixar o ambiente.

Como a casa é muito antiga, provavelmente o fogo começou na fiação, na parede da varanda. O Corpo de Bombeiros esteve no local, bem como a Defesa Civil. Um laudo será feito sobre as causas do incêndio.

Colegas da empresa onde Flávio trabalha e empresas próximas ajudaram no resgate de alguns móveis: uma geladeira, um fogão e uma pequena mesa de madeira. O resto foi consumido pelas chamas. “Cama, roupas, utensílios, documentos, até remédios, tudo foi perdido”, disse a Nora.

O contato para doações pode ser feito via WhatsApp: 47 99281-8912 (Marli).

*Contribuiu Mikael Melo, da NDTV Joinville

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Cidadania