Sabrina Aguiar

sabrina.aguiar@ndtv.com.br Coluna sobre os assuntos de Joinville e região. A economia, segurança pública, política e todos outros fatos por quem vive e pensa sobre as cidades.


Mulheres em busca da defesa pessoal em Joinville

Curso gratuito e solidário para ajudar entidade que atende mulheres vítimas de violência na cidade, surpreende pelo número de participantes

No Brasil, a cada um minuto nove mulheres sofre um tipo de violência, de acordo com a ONG Fundo Brasil. Em Joinville, a cada dois dias um registro desse tipo de violência é feito, segundo a Prefeitura.

Curso gratuito teve técnica e solidariedade. – Foto: DivulgaçãoCurso gratuito teve técnica e solidariedade. – Foto: Divulgação

Ações para conscientizar e campanhas são constantes, porém uma em especial em Joinville no último domingo (16), surpreendeu pela adesão. Se você já pensou em fazer algum curso de autodefesa, muitas mulheres pelo visto também.

Foi a quarta edição de um Curso solidário de defesa pessoal para mulheres feito de forma gratuita em Joinville. As participantes colaboraram com dois quilos de alimentos não perecíveis, onde foram revertidos para a Instituição Renascer, que recebe mulheres vítimas de violência e não tem onde ficar.

Ao todo 300 mulheres iriam participar, mas por conta dos altos casos de Covid e Influenza reduziu pela metade o número. Foi num ginásio em que todas reunidas ouviram do instrutor e policial militar, Lucas Iat, noções e práticas de defesa.

De várias histórias, uma chamou a atenção do instrutor que foi a da Juliane Cristine Leal. Ela não tem uma das pernas e foi uma participante ativa e provando que quando se quer aprender, a força de vontade sobressai.

Com o número alto de participantes e muitas que ficaram sem conseguir fazer, uma quinta edição já está programada para o mês maio. O instrutor comentou ainda que nem foram lançadas as inscrições, mas já recebeu a confirmação de 60 mulheres que o procuraram.

Medo? Preocupação? Não, garra e vontade de dar um basta de vez em um tipo de violência que revolta, entristece, ou até mesmo enluta muitas famílias.

O curso em nenhum momento incita o ato da violência em sim, mas passa para as mulheres de todas as idades como se defender. Assim como há o curso de defesa para homens.

Em maio terá a quinta edição, – Vídeo: Divulgação

Para conhecer e quem sabe até se inscrever na próxima edição basta acessar pelo perfil do @instrutorlucasiat

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...