Novo Jornal ND: Publicação abraça as causas da Grande Florianópolis

- +
Grupo ND tem em seu DNA a luta por demandas sociais e econômicas urgentes para as cidades região e novo projeto gráfico traz mais vibração às notícias

A população da Grande Florianópolis conta com um parceiro sempre presente em todas as ocasiões, sejam elas boas ou nem tanto. O ND acompanha a vida de toda a região há 14 anos e desde então tem erguido bandeiras a favor da sociedade. Campanhas como o ‘Contorno Viário Já’ é um dos tantos exemplos de compromisso do Notícias do Dia com o desenvolvimento regional.

Contorno Viário é uma das bandeiras levantadas pelo Jornal ND na Grande Florianópolis – Foto: Divulgação/Arteris/ND

O Contorno Viário é uma obra de infraestrutura de 50 quilômetros que tem o objetivo de retirar o tráfego de veículos pesados entre as cidades conurbadas, São José, Palhoça, Biguaçu e Florianópolis. Isso vai desafogar as vias locais e desestressar motoristas e passageiros. Mas a obra se arrasta há anos. Prevista para ser entregue aos catarinenses em 2012, a obra tem novo prazo, agosto de 2023.

Em uma edição comemorativa como essa, mas em 2016, quando o ND completou a primeira década de vida, uma reportagem mostrava que um novo prazo havia sido anunciado para a conclusão do Contorno Viário, 2019. Não havia data, apenas a expectativa de conclusão naquele ano. No entanto, a obra foi suspensa em 2018 sendo retomada no ano passado e, agora, deve se arrastar por mais três anos.

Campanha Contorno Viário Já, encampada pelo Grupo ND  – Foto: Reprodução/ND

Desde o começo do mês o ND acompanha também um novo episódio dessa série chamada construção do Contorno Viário da Grande Florianópolis. Com as alterações no projeto inicial da obra, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) autorizou o aumento do valor do pedágio na BR-101, em Palhoça.

O ajuste autorizado pela ANTT possui valor de cerca de R$ 1 bilhão e será aplicado na construção de túneis no trecho Sul do Contorno, além da abertura de 11,6 quilômetros de terceira faixa na BR-101, em Palhoça, e a construção da ponte marginal sul no rio Camboriú, também em Palhoça. Esses projetos não estavam previstos na concessão da Arteris Litoral Sul. Até o final da obra em 2023, a concessionária deve investir R$ 3,7 bilhões.

Como tem feito desde o início da obra, há oito anos, o ND continuará acompanhando e cobrando as autoridades até que esse investimento bilionário se concretize.

Chama da cobrança

Adeliana Dal Pont é leitora do ND há muito tempo. A prefeita de São José conta que começa o dia com a leitura do jornal, especialmente as colunas de opinião e de política. Ela considera o jornal de extrema importância para a região, especialmente São José, a segunda maior cidade da Grande Florianópolis. “O ND está sempre presente. Agora, durante a pandemia, não tem sido diferente, a cobertura é ampla e o nível de informação da melhor qualidade”, afirma.

Entre as coberturas feitas pelo ND, Adeliana cita a do Contorno Viário. “O jornal tem deixado essa chama da cobrança acessa e isso é muito importante para que a população possa acompanhar e entender o que está acontecendo”, avalia a prefeita de São José.

A prefeita também aponta as pesquisas de opinião encomendadas pelo ND e que dão um panorama de diversas situações na região e no Estado.

Resistência na dificuldade

O prefeito de Palhoça, Camilo Martins, diz que o jornal Notícias do Dia pode ser definido em três palavras: transparência, credibilidade e compromisso. “O ND é um jornal que tem compromisso com a verdade, fonte de informação e conhecimento”, afirma.

Segundo o prefeito, o ND é importante para Palhoça porque transmite, além de informações, valores, crenças e costumes locais. “O jornal impresso é parte da nossa história e de nossa cultura. O ND as mantêm vivas quando resiste – com muita qualidade – em um período difícil economicamente, com as edições diárias”, salienta Camilo Martins.

Martins também comenta sobre a qualidade profissional da equipe que produz diariamente o ND reportando histórias locais. “Em nome da nossa região, agradeço cada história divulgada com o propósito de bem informar nossa população”, conclui.

Problema e solução

As páginas do ND registram a história da Grande Florianópolis, alguns capítulos de lutas e outros de vitórias. Durante o ano passado e nos primeiros meses deste ano, o jornal acompanhou os dias de estiagem que se prolongaram na região. Não foram apenas problemas apresentados, o jornal trouxe também sugestões de solução apresentadas por especialistas, como o uso de água de aquíferos ou o aproveitamento da chuva.