Música e robótica à periferia: Programa Pode Crer tem inscrições abertas em Florianópolis

Após o piloto em 2021, programa Pode Crer, do IVG (Instituto Padre Vilson Groh), entra na 2ª edição neste ano e aceita crianças, adolescentes e jovens da Grande Florianópolis

“O Pode Crer me ajudou a ter uma visão maior do mercado de trabalho, especialmente o de tecnologia e inovação. Ele não só me ajudou a compreender o mundo dos negócios, como a trabalhar e amadurecer as minhas emoções e atitudes quando eu vier a ter o meu primeiro emprego”.

Programa Pode CrerTecnologia é uma das principais frentes educacionais do Pode Crer – Foto: Lucano Britto/Divulgação/ND

O depoimento é do jovem Caio Roberto da Silva, um dos 300 beneficiários do programa Pode Crer e que viu sua vida transformada em 2021. Histórias como a dele podem repetir-se, pois as inscrições deste ano já estão abertas. O “Caixa Tem – programa Pode Crer” é uma realização do IVG (Instituto Padre Vilson Groh).

Na edição de 2022, o projeto atenderá, no contraturno escolar, 300 crianças, adolescentes e jovens periféricos da grande Florianópolis, na faixa etária dos 11 aos 24 anos. Podem participar moradores da Capital, São José, Palhoça e Biguaçu.

O critério para o ingresso é socioeconômico, com análise feita por candidato. Além disso, as inscrições ficam abertas o ano inteiro, ou seja, os beneficiários podem ingressar mesmo com o programa em andamento.

Em correalização com a Associação João Paulo II, na Ponte do Imaruim, em Palhoça, 100 crianças e adolescentes, dos 11 aos 14 anos, poderão participar da trilha um, que tem oficinas de robótica, inglês, música e comunicação.

Jovens que participaram do Pode Crer em 2021Caio Roberto da Silva, Nicolas Barth e José de Souza participaram do Pode Crer em 2021 – Foto: Lucano Britto/Divulgação/ND

Dos 14 aos 17, os adolescentes e jovens têm acesso, na trilha dois, a oficinas de imersão em tecnologia, inglês, comunicação e expressão, e direito à cidade. Jovens dos 17 aos 24, na trilha três, têm acesso à prototipagem 3D, robótica, programação, audiovisual e inglês.

Além do acompanhamento socioassistencial, transporte e alimentação, os participantes das trilhas dois e três recebem um auxílio de R$ 200 para permanecer no projeto.

Pode Crer conta com apoio até dos Estados Unidos

O “Pode Crer” é uma realização do IVG e tem patrocínio da Caixa e do governo federal, além do apoio de diversas entidades e empresas, como Fiesc (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina), Sebrae-SC (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Santa Catarina), Movimento Floripa Sustentável, WOA e Acate (Associação Catarinense de Tecnologia). Até da Califórnia, nos Estados Unidos, chega ajuda para fomentar sonhos.

Neste programa, o objetivo do IVG é ampliar os horizontes de possibilidades e materialização de projetos de vida dos jovens da periferia, preparando-os para empreender, acessar universidades e o ecossistema de tecnologia de Florianópolis.

Em paralelo, o projeto ajuda a suprir uma demanda por mão de obra qualificada na área tecnológica, com profissionais criativos e engajados com questões sociais.

“Podemos olhar a periferia sob duas óticas: uma é a do dano, do preconceito. A outra é a do potencial que essa juventude tem. É acreditar neles e criar estruturas de oportunidades para que possam materializar seus sonhos”, afirma o Pe. Vilson Groh, presidente do IVG.

Ano passado, na experiência piloto do Pode Crer, 320 crianças e adolescentes participaram. Foram nove meses de oficinas que desenvolveram habilidades técnicas da área de tecnologia e inovação.

Menina que participou do Pode Crer em 2021Crianças e jovens também aprendem música no Pode Crer – Foto: Lucano Britto/Divulgação/ND

O programa também tem foco em competências comportamentais, a exemplo da importância da coletividade, da solidariedade e da resiliência. Além disso, melhora o poder de comunicação e expressão dos beneficiados.

“O nosso trabalho não é pontual, ele desencadeia um processo. Com isso, começamos a ver os resultados. Temos um projeto estratégico, que acompanha os jovens desde a adolescência. O que vemos é extremamente bonito. É uma resposta que o jovem dá a oportunidade que lhe é oferecida”, salienta o Pe. Vilson.

Endereços físicos e eletrônicos para inscrições:

Instituto Pe. Vilson Groh
Endereço: servidão Francisco Monn, 48, Centro, Florianópolis
Telefone: (48) 3039-1828 e (48) 9 9117-6104
Site: redeivg.org.br

Centro Cultural Escrava Anastácia
Endereço: rua Prefeito Tolentino de Carvalho, 01, Balneário Estreito, Florianópolis
Telefone: (48) 3224-1151Site: ccea.org.br

Associação João Paulo II
Endereço: rua João Gonçalves, 128, Ponte do Imaruim, Palhoça
Telefone: (48) 3242-0061Site: ajp2.org.br

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...