Marcos Cardoso

A sociedade da Grande Florianópolis, os eventos culturais e as tradições da região analisadas pelo experiente jornalista Marcos Cardoso.


Protagonismo da população negra em morro de Florianópolis é tema de livro

Autora morou seis meses no lugar, referência na luta antirracista e na organização comunitária, observando o dia a dia dos moradores

Para escrever o recém-lançado livro “Vozes Negras em Florianópolis: Escrevivências Antropológicas do Morro das Mulheres”, Cauane Maia morou seis meses no Pastinho, no alto do Morro da Caixa/Monte Serrat, observando a vida dos moradores.

Resultado desta imersão, a obra da doutoranda em antropologia social pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e integrante do grupo Cores de Aidê mostra o protagonismo da população negra, sobretudo da parcela feminina, naquele lugar que é referência na luta antirracista e na organização comunitária.

Cauane Maia fez imersão na realidade do Morro da Caixa, no Centro de Florianópolis – Foto: Divulgação/NDCauane Maia fez imersão na realidade do Morro da Caixa, no Centro de Florianópolis – Foto: Divulgação/ND

Um dos trechos curiosos é dedicado aos três bares do Pastinho, todos comandados por mulheres: Bar da Mitina, Bar da Marta e Bar da Bila. O último foi o ambiente que a autora mais frequentou durante a pesquisa de campo e, em seu relato, ela ressalta a importância do local, que possui múltiplas funções dentro da vida social da comunidade, além de ser carinhosamente chamado de “Bundinha de Fora”, por conta do espaço restrito que obriga o cliente a ficar com parte do corpo para fora do bar enquanto é atendido.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.