Documentário “Tio Tommy” conta história de jornalista britânico que veio parar em SC

SC no Ar desta segunda-feira (19) recebeu a diretora e produtora Loli Menezes, que lançou o filme sobre o fundador da revista Newsweek no festival internacional “É Tudo Verdade”

A vida do jornalista Thomas John Cardell Martyn, britânico que morou e foi sepultado em Santa Catarina, é o tema do documentário “Tio Tommy”. O filme, da diretora e produtora Loli Menezes, foi lançado no festival internacional de documentários “É Tudo Verdade” na última semana. Na manhã desta segunda-feira (19), o SC no Ar recebeu a cineasta, que contou um pouco mais sobre essa história.

“Tio Tommy” veio para a América do Sul na época da 2ª Guerra Mundial – Foto: Reprodução/NDTV RecordTV“Tio Tommy” veio para a América do Sul na época da 2ª Guerra Mundial – Foto: Reprodução/NDTV RecordTV

“Ele teve uma vida muito longa: lutou na 1ª Guerra, depois foi para os Estados Unidos, trabalhou na Time, como correspondente estrangeiro, e no The New York Times. Aí, fundou a Newsweek, uma revista que ainda está sendo publicada”, contou Loli. Segundo ela, Thomas veio para a América do Sul na época da 2ª Guerra Mundial. Em Santa Catarina, “Tio Tommy” morou em Balneário Camboriú e em Agrolândia, no Alto Vale, onde viveu até seus últimos dias.

Conheça curiosidades sobre o documentário na entrevista do SC no Ar.

+

SC no ar – Entrevistas