Bolt fala sobre novo desafio no futebol e aposentadoria no atletismo

Em entrevista franca à 'Stellar Magazine', o jamaicano disse que essa temporada vai servir como teste, quer quer melhorar suas habilidades e que adora morar na Austrália

Bolt já marcou dois gols com a camisa do Central Coast Mariners (Foto: Reprodução)
Bolt já marcou dois gols com a camisa do Central Coast Mariners (Foto: Reprodução)

Bolt surpreendeu o mundo ao se aposentar do atletismo e revelar que iria ser jogador de futebol. Sonho de criança, o jamaicano correu atrás do desafio e, na última quinta-feira, fez seus dois primeiros gols como profissional, sobre o MacCarthur South West United, jogando pelo Central Coast Mariners, da Austrália. Em entrevista a ‘Estellar Magazine’, Bolt falou abertamente sobre o novo desafio, seus objetivos, sobre a decisão de parar de correr e o que o motiva nessa nova empreitada.

– Depois deste primeiro ano posso dizer, ‘Eu sinto que posso fazer melhor se eu treinar forte e trabalhar mais minhas habilidades’. Ou então posso dizer, ‘Isso não vai funcionar’. Essa temporada é um teste, falhe ou passe. Eu estou aqui para dar o meu melhor, aprender o máximo possível e tentar melhorar o mais rápido possível para alcançar certo nível. É o meu desafio pessoal – disse Bolt

Sobre mudanças: ‘Sempre quis morar na Austrália’
O Central Coast Mariners vai disputar o Campeonato Australiano e estreia na competição no dia 21 de outubro, contra o Brisbane Roar. A atuação boa de Bolt, na última partida, pode servir de credencial para o jogador continuar na equipe. Sobre a Austrália, o jamaicano disse que os torcedores lembram os fãs de sua terra natal e que sempre quis morar no país.

– Eu sempre quis morar na Austrália. Eu vinha para cá todo ano para passar as férias e relaxar. As pessoas são muito legais comigo e não tem torcedores doidos. Tem muitos fãs aqui, mas são muito gentis. É parecido com a Jamaica

A aposentadoria no atletismo: ‘Ia acordar e decidir que não queria treinar’
Aposentado do atletismo desde agosto de 2017, Bolt é detentor de oito medalhas de ouro olímpicas e é considerado um dos maiores atletas de todos os tempos. O jamaicano disse que o novo desafio traz energia para sua vida, algo que Bolt revelou não sentir mais pelo atletismo, nos momentos finais de sua carreira no esporte. Esse foi um dos motivos de sua aposentadoria.

– Eu sabia que se tivesse que ir para as Olimpíadas pela quarta vez, eu não estaria lá, porque eu iria acordar e decidir que não queria treinar. Tem vezes no fim que eu me perguntei, ‘Por que eu ainda estou fazendo isso?’. Quando percebi que estava me perguntando isso, eu soube que era para parar – finalizou

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...