Com Felipe Wu, Brasil inicia a disputa do Mundial de tiro esportivo

Provas do principal evento do ano da modalidade começam neste domingo, em Changwon, na Coreia do Sul. Torneio distribuirá as primeiras vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio

Mundial da Coreia contará com alguns dos astros que estiveram na Olimpíada do Rio (Foto: PASCAL GUYOT/AFP)
Mundial da Coreia contará com alguns dos astros que estiveram na Olimpíada do Rio (Foto: PASCAL GUYOT/AFP)

O Brasil inicia a partir deste domingo a disputa do Campeonato Mundial de tiro esportivo. O torneio, em sua 52ª edição, será disputado na cidade de Changwon, na Coreia do Sul, e vai até 15 de setembro. Medalhista de prata na Rio-2016 na pistola de ar 10m, Felipe Wu é um dos sete nomes da delegação verde e amarela, que terá ainda Emerson Duarte, José Batista, Marcelo Viaro, Cassio Rippel, Julio Almeida e Philipe Severo.

A competição, que terá 1806 atletas de 90 países, é a primeira do ciclo olímpico que vale vaga para os Jogos de Tóquio-2020. Eles terão a oportunidade de já garantir a participação no evento e, a partir daí, fazer o ciclo de treinamentos nos próximos dois anos sem a pressão da necessidade da vaga.

Para ir ao Japão é necessário ser campeão do Campeonato das Américas, em novembro, ou ficar entre os quatro primeiros colocados do Mundial. Quem não conseguir o objetivo este ano terá de ficar em primeiro ou segundo em alguma das quatro etapas da Copa do Mundo ou nos Jogos Pan-Americanos Lima-2019.

– Se tudo der certo, após a classificação o objetivo é a preparação da melhor forma possível para ter um bom desempenho nos Jogos de Tóquio-2020. O nível dos adversários na minha modalidade é muito forte. Para o Japão só vão os melhores – disse Wu, que disputará as provas de pistola 50m, na terça-feira, e pistola de ar 10m, na quinta-feira.

A expectativa da diretoria técnica da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE) é classificar o maior número de atletas para as finais, de modo a aproximá-los da conquista de uma vaga para Tóquio.

Veja os convocados para o Mundial

» Cassio Cesar Rippel – Carabina 3 Posições | Carabina Deitado | Fuzil Deitado
» Julio Almeida – Pistola de Ar 10m | Pistola de Tiro Rápido | Pistola de Fogo Central | Pistola 25
» José Carlos Iengo – Pistola de Tiro Rápido | Pistola de Fogo Central | Pistola 25m
» Philipe Chateaubrian – Pistola de Ar 10m | Pistola de Fogo Central
» Felipe Almeida Wu – Pistola de Ar 10m | Pistola 50m
» Emerson Duarte – Pistola 25m | Pistola de Tiro Rápido
» Marcelo Viaro – Fossa Olímpica

A comissão técnica tem André Carvalho como chefe de equipe, José Tobar como técnico da seleção de carabina e pistola, e Flávia Rocco, como fisioterapeuta.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...